O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/08/31

POR QUE SERRA VAI PERDER AS ELEIÇÕES

Filed under: Matutando — trezende2013 @ 09:45

De um dia para o outro as pesquisas mostram uma triste realidade para quem gostaria que a experiência vencesse o populismo.
Russomano segue como líder isolado do campeonato, mas Fernando Haddad está encostando cada vez mais em Serra na disputa pelo segundo lugar à prefeitura de São Paulo.
O que acontece agora com Serra é um déja-vù da campanha de 2008, cujos primeiros colocados eram Marta Suplicy, Alckmin e Kassab.
Enquanto Marta fazia coral com os favelados cantando o jingle “Carrega na catraca”, Alckmin aparecia com os cabelos penteados como se tivesse acabado de sair do banho. Sentado numa poltrona de couro e cercado por retratos de família, discorria, em tom professoral, sobre a importância de Medicina em sua vida e a experiência como jovem prefeito de Pindamonhangaba. E Marta lá na periferia, no meio do povo, com o salto na lama e as veias do pescoço estufadas cantando: “Pra gastar menos tempo, pra gastar menos dinheiro. Pega o bilhete e… Carrega na catraca! Carrega na catraca! Carrega na catraca!”.
Resultado: Alckmin não foi nem para o segundo turno.
Se restava alguma dúvida para os marqueteiros, o recado da população foi bem claro. Ao eleitor brasileiro não interessa se o candidato tem uma família feliz, é casado, divorciado ou escorrega no quiabo – aliás, a insinuação de Marta sobre a orientação sexual de Kassab custou-lhe a derrota no segundo turno.
O eleitor só quer saber de soluções práticas para sua vidinha casa-trabalho-casa.
Desta vez a história se repete – ao que parece, os marqueteiros do PSDB ainda não captaram a mensagem.
Com o mesmo tom de voz de Alckmin e com o mesmo (resto de) cabelo engomado, Serra promete um curso de cuidadores de idosos.
Avisa lá, avisa lá, avisa lá que o povo quer que o idoso se exploda. No ônibus, após carregar na catraca, o cidadão toma seu lugar no “Assento Preferencial” e não há idoso que o retire de lá.
Infelizmente, apesar de ser um candidato sério e de ter deixado saudades como Ministro da Saúde, Serra não chegará nem ao segundo turno. Falta-lhe discurso populista, veia do pescoço estufada e, claro, um bom marketing político.
Até Haddad – ainda pouco conhecido pelo povão – vem com uma promessa que está fazendo os olhos do povão brilharem: o bilhete único mensal. “Com o mesmo cartão vai poder fazer quantas viagens quiser durante o mês inteiro”, diz ele. E Dilma ainda nem entrou na campanha.
Enquanto isso, Russomano segue com a fórmula que deu certo até hoje: a carreira como defensor dos direitos do consumidor. Será praticamente impossível tirarem essa dele.
Aguardem e confiem.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.