O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/08/03

A TRADUÇÃO DA DANÇA

Arquivado em: Mentes brilhantes — trezende @ 10:22

Depois que a “Dança dos Famosos” passou a fazer sucesso nas noites de domingo, os proprietários de academias e institutos de dança de salão têm mergulhado em bacias de dinheiro. De uma hora para outra o Brasil parece ter concluído que a dança cura todos os males humanos – de bicho de pé a câncer.
Demoramos alguns séculos para descobrir os bons ares musicais, mas na França dos anos 1600/1700 a dança já era essa Coca-Cola toda.
A dança country inglesa era muito popular nas cortes francesas. Por conta disso, muitas delas foram adaptadas para servir ao gosto francês e algumas músicas foram compostas no estilo inglês.
Um livro sensacional ilustra essa febre que tomou conta da França por quase um século. Trata-se de “Chorégraphie, ou l’art de d’écrire la danse”.
Originalmente publicado em 1700 pelo dançarino e coreógrafo francês Raoul-Auger Feuillet, o livro esmiúça um sistema de notação gráfica com coreografias de várias danças. Em 200 páginas, Raoul descreve detalhadamente 32 coreografias. Detalhadamente mesmo: Raoul desenhou, uma por uma, que tipo de figura a coreografia formaria no chão.
O sistema indica também como deve ser o comportamento dos parceiros, a posição dos braços e dos pés em seis movimentos básicos: plié, releveé, sauté, cabriole, tombé e glissé.
Ao descobrir o sistema criado por Raoul, Voltaire classificou a invenção como “o grande achado da época” e Denis Diderot dedicou dez páginas ao livro em sua “Encylopdédie”.
Em 1704, Pierre Beauchamps, bailarino e diretor da “Académie Royale de Danse”, fez uma reclamação formal ao trabalho de Raoul ao dizer que ele havia inventado o sistema de notação de coreografias muitos anos antes. Mesmo com alguns compositores e mestres da dança ao seu lado, Pierre não teve condições de provar sua argumentação e não teve seu trabalho publicado.
Em 1706 o livro de Raoul foi traduzido para o inglês pelo bailarino John Weaver.

Confiram o minucioso trabalho AQUI

About these ads

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: