O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/04/27

NOTÍCIA DO DIA

Arquivado em: Cri-crítica — trezende @ 09:13

O título é lindo: “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios”.
Apesar do nome romântico e suave, o filme é pauleira.
A primeira pista é que a direção é de Beto Brant, o mesmo de “Os Matadores” e “O Invasor”.
A segunda é que baseia-se no livro homônimo de Marçal Aquino – autor de “O Invasor” e de outros títulos tão brandos quanto, como “Cabeça a Prêmio” e “O Amor e Outros Objetos Pontiagudos” (ganhador do prêmio Jabuti em 2000).
A conclusão parece, portanto, óbvia: a alegria não reina e o final não é feliz.
Camila interpreta Lavínia, uma garota de programa drogada que é tirada da marginalidade pelo pastor Ernani (ZéCarlos Machado). Graças à missão do marido, que é transferido pela igreja, Lavínia também abandona o Rio e passa a morar numa cidadezinha no interior Pará, onde vê sua vida de regenerada mudar ao conhecer o fotógrafo Cauby (Gustavo Machado).
Narrado de forma não linear, “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios” é marcado pela tensão. Os personagens não riem, tudo é cinza e sujo, poucos são confiáveis (o personagem de Gero Camilo que o diga) e nem tudo é explicado com clareza – não se sabe, por exemplo, quem é Cauby ou como ele e Lavínia se conheceram.
Além da belíssima fotografia de Lula Araújo, o destaque é o trabalho dos atores, densos e tensos como a história pede.
Camila Pitanga passa boa parte do filme pelada. O desprendimento e a preparação de dois anos para viver a personagem parecem ter sido recompensados: ela faturou o prêmio de Melhor Atriz no Festival do Rio no ano passado.
Sobre a falta de roupa, ela declarou em entrevistas: “É um órgão feminino exposto, não considero difícil. Não tirei a roupa, mostrei a alma da personagem”.
Camila estreia na nudez, mas seu parceiro de cena, Gustavo Machado, já é especialista no assunto desde que subiu aos palcos, em 2000, com “Toda Nudez Será Castigada”.
“Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios” não é uma notícia boa. Nem má. É apenas uma notícia. Confiram.

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.