O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/03/23

VIAJAR É OURO, PAGAR É PLATINUM

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 08:42

Quem paga mais, pode mais. Sempre foi assim – e será.
Quem compra passagem aérea na primeira classe come melhor, dorme melhor, embarca antes e chega ao seu destino alegre e faceiro.
Quem paga o estacionamento vip leva o manobrista e o conforto de ter sempre uma vaga à disposição.
Mas e quando esse atendimento cinco estrelas resvala para um serviço público?
Essa é a questão levantada pelo escritor americano Michael Lind, que faz um desabafo num artigo para o site “Salon”.
Michael está bravo. Muito bravo.
“Outro dia, no aeroporto de Bergstrom, em Austin (Texas), presenciei uma surpreendente manifestação da nova plutocracia americana”, diz ele.
Ele conta que em Austin, a Delta Airlines tem duas filas na barreira alfandegária na área da Administração de Segurança nos Transportes (TSA). Uma fila mista em termos de raça, classe social e idade. A outra, para privilegiados, está geralmente vazia.
“De vez em quando um homem branco e de meia-idade pode aparecer e ir direto para a área da TSA”.
Na ocasião ele travou o seguinte diálogo:
“Quem são esses caras?”, perguntei a um funcionário.
“A Delta tem o controle total sobre a linha de passageiros até este ponto. Eles decidiram deixar passageiros com prioridade, pilotos e tripulação seguirem antes dos outros”, respondeu-me.
“Então essa é a fila do cara rico e branco?”, perguntei
O funcionário da TSA riu. “Na sua fila todo mundo é igual”.
“Muito da segurança aeroportuária, claro, é teatro desenvolvido para fabricar álibis para burocratas e políticos em situações como um ataque terrorista. Mas apesar de podermos debater com uma certa racionalidade o sistema de segurança nos aeroportos, nenhum sistema racional discrimina passageiros a partir de sua habilidade para pagar”, afirma Michael.
“Atualmente, o modelo patético, predatório e deteriorado da indústria aérea parece estar transpirando moedas de cinco e dez centavos brincando cruelmente com seus clientes usando duas filas nos terminais de embarque chamadas por várias companhias de Gold, Platinum, Elite etc.
Nem Toqueville – que comentou o contraste entre as obsessões de status dos americanos e seus professados igualitarismos – nem Veblen – que cunhou o termo ‘consumismo ostentatório’ – se surpreenderiam com esse novo método de exibição. Tanta tolice é algo para ironizar, não para processos ou marchas de protesto”.
Segundo Michael, entrar numa fila de segurança aeroportuária não é uma escolha, como pertencer ao programa de milhagem de uma companhia aérea. Passar pelo raio-x é uma tarefa cívica árdua e, como outras, deve ser compartilhada igualmente por ricos e pobres.
“Esse é o futuro que nós americanos queremos? Duas filas em todas as áreas de alfândega? O apartheid econômico promovido pela aviação civil é uma má ideia. (…) Se você não voa com frequência não pode participar deste esquema público governamental”.
Michal diz ainda que o programa está sendo anunciado como “experimental”, mas nunca será extendido às massas. “Isso se transformará em outro benefício permanente da elite, cujos membros nunca incentivarão para que o lobby se democratize”.
Para ele, este sistema do “viajante de confiança” não fará da América um lugar mais seguro. “Vai dar errado. Osama bin Laden e Mohamad Atta eram integrantes da elite social e educacional de seus países e viajavam com frequência”.
Michael sugere a oficialização desta nova forma de discriminação baseada nas classes sociais. “Deixemos o governo lançar o cartão ‘Cidadão Elite Premium’, válido para vários fins. Pelo preço certo você ficará livre para furar fila não só em aeroportos, mas em qualquer lugar: pontos de táxi, teatros e restaurantes”.
Se a moda pega…

Anúncios

1 Comentário »

  1. Esse “apartheid econômico” que o escritor fala não é promovido apenas pela aviação civil, mas por todos os setores da sociedade. Uns mais evidentes, outros nem tanto. Mas ele está aí, a olhos nu. Ou seja, a moda já pegou faz tempo.

    Comentário por Joubert — 2012/03/23 @ 12:22


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: