O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/01/31

A NEVE LHE CAI BEM

Filed under: Cri-crítica — trezende @ 08:59

O filme: “Millennium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres”, novo trabalho do diretor David Fincher (“A Rede Social” e “O Curioso Caso de Benjamin Button”).
Trata-se da segunda adaptação de um dos livros da trilogia homônima do autor sueco Stieg Larsson. A primeira, realizada na terra natal do escritor, foi há cerca de três anos.
Se Zagallo assistisse à abertura do filme a definiria como “extranha”: um bailado entre piche e cabos elétricos que apesar de “cool” e da trilha sonora moderninha não tem relação direta com a história.
Nela, Mikael (Daniel Craig, o atual 007) é um jornalista contratado por uma família cheia de segredos para escrever a biografia de seu patriarca, Henrik. No processo, Mikael esbarra na morte de uma das sobrinhas e investiga a ligação do desaparecimento da menina com uma série de assassinatos envolvendo mulheres nas redondezas da cidade de Hedestad, Suécia.
Junto com a hacker Lisbeth (Rooney Mara) ele busca por pistas do serial killer.
A surpresa: Daniel Craig é um reles coadjuvante, porque o filme é de Rooney Mara.
A atriz não tem um rosto conhecido, mas quem assistiu “A Rede Social” se lembrará dela. Rooney aparece na cena inicial como a namorada que dá um fora no futuro criador do Facebook.
Indicada ao Oscar de melhor atriz, Rooney está irreconhecível, uma verdadeira camaleoa (ou uma verdadeira atriz?). Pode ser introvertida, violenta, misteriosa e passar do trash ao glamour com muita segurança. Convence, mas os especialistas dizem que ela não levará o boneco.
O problema: “Millennium” é um filme denso, um pouco confuso e que talvez se leve a sério demais. Lá pelas tantas, depois que a dupla já reuniu uma série de provas, entrevistou várias testemunhas e ainda não chegou a nenhuma conclusão, começamos a consulta ao relógio a cada cinco minutos. A resolução do mistério se prolonga além da conta e o resultado são quase três horas de projeção.
O interessante é que apesar de Hollywood, David Fincher engana muito bem de europeu e consegue dar um tom de humor até nas situações de suspense. Um quê assim de “Fargo”.
A neve lhe caiu muito bem, mr. Fincher.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: