O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/01/02

FOI DADA A LARGADA

Filed under: Matutando — trezende @ 09:30

Todo Natal é a mesma coisa. Enquanto as propagandas de TV falam no “espírito do Natal”, o povo se mata no supermercado por um cacho de uva Itália ou um peru em promoção. No trânsito, em vez de juntar os polegares para fazer a pomba da paz, o pessoal desenrola o dedo médio. Tudo assim bem natalino.
Réveillon também. Sempre paira uma ansiedade no ar. Natural. O que será igual? O que será diferente? Minha vida vai ser melhor? Que pepinos terei pela frente? E a overdose de notícias por conta do fim do mundo, marcado para 21/12/2012?
Nesta época, a maioria faz milhares de promessas, usa uma peça de roupa para atrair dinheiro, outra para garantir amor, come lentilha, romã e até pedra, se alguém disser que dá sorte. Na falta disso, serve um filé miau nas imediações de Copacabana.
Por que as pessoas têm essa necessidade do ritual da virada, de fazer planos que provavelmente nunca serão cumpridos, de consultar os búzios, de colocar calcinha vermelha, de pular sete ondas, enfim, de taparem o sol com a peneira?
Até quem, teoricamente, não precisaria. Os crentes, por exemplo – aí incluídos, sem distinção, católicos, judeus, umbandistas, budistas, evangélicos e até corinthianos. Eles tendem a fundamentar tudo sob o ponto de vista de sua fé. De uma demissão a um terremoto no Japão, as explicações podem variar na forma – “Deus quis assim”; “Que carma, hein?” ou “Isso aí é a fúria de Deus” –, mas a essência permanece. Uma ótima maneira de justificar o injustificável.
Mesmo eles, seguros do poder divino ou de sua própria fé, usam um look pai-de-santo e comem até pedra, se preciso for.
Assistir às pessoas que acamparam em Copacabana para aguardar a festa do “maior réveillon do mundo” torna esse mistério ainda mais intrigante.
Houve quem chegasse quatro dias antes para, literalmente, garantir um lugar ao sol. Na mala, frango assado, farofa, bolo, torta de frango – e eu que pensava que sopa na garrafa térmica era lenda.
Uma das personagens, uma tiazinha, repousava sobre uma canga que estampava a bandeira do Brasil e usava uns óculos em que o zero do 2012 fazia as vezes de aro. Minha senhora, vá pra casa antes que o fim do mundo chegue antes da meia-noite.
Esses acampantes são apenas uma amostra da quantidade de pessoas que acreditam que a contagem regressiva é feita para dar as boas-vindas não a um novo ano, mas a um anjo ou à fada do dente capazes de realizarem uma magia. Nesse átimo de segundo elas sofrerão algum tipo de mutação e se transformarão em outros seres, mais magros, mais tolerantes, mais ricos, mais saudáveis, mais felizes.
O incompreensível é que o componente realidade surge poucas horas depois desse momento mágico, já na volta para casa. Trânsito engarrafado, toneladas de lixo, mendigos mendigando, pessoas estressadas por um táxi, por um ônibus.
O choque entre o sonho e a realidade não as incomoda – e talvez aí resida o problema.
Pelo contrário, tudo isso parece fazer bem a elas. Elas ainda têm esperança.
Nada contra. Afinal, “elas podiam tá matando, podiam tá roubando”, mas estão apenas brincando de faz-de-conta…
Feliz 2012, gente!

Anúncios

3 Comentários »

  1. Pois é minha cara Tati amiga, uma pequena prévia do que poderá ser o ano! Que HORROR!! Deus nos livre!

    FELIZ 2012, que todos os seus projetos de vida se tornem realidade,

    forte abraço,

    C@urosa

    Comentário por Carlos Augusto Rosa da Conceição — 2012/01/02 @ 14:44

  2. Tati, o componente realidade é um algoz. Periga de o ano acabar antes do mês… Hehe.
    Mas gosto de um sonhozinho, um mantra…

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2012/01/02 @ 17:41

  3. Quem primeiro deu a largada foram os preços nos supermerdados.
    2012 com muita paz.

    Comentário por Juventino — 2012/01/02 @ 17:57


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: