O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/11/22

AN APPLE A DAY

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 09:30

Se hoje o talento empresarial de Steve Jobs é incontestável, o mesmo não pode ser dito sobre seus hábitos alimentares.
Em sua biografia – escrita pelo jornalista Walter Isaacson e lançada como pão quente logo após sua morte – há detalhes sobre esse lado pouco conhecido de Steve Jobs.
Vegetariano, o empresário parou de comer carne na época da faculdade depois de ler “Diet for a Small Planet”.
Mas o biógrafo ressalta que o livro também reforçou a tendência de Steve de embarcar em dietas radicais, como de purificação ou de comer apenas um ou dois tipos de alimento por semanas.
Durante o ano de 1977 – o mesmo em que a Apple virou uma corporação – Steve só se alimentou à base de frutas. Nesse período, só tomava banho uma vez na semana e não usava desodorante. Ele acreditava que uma dieta sem proteínas impedia que ele tivesse algum tipo de odor corporal.
Já Lisa, a filha de Steve, conta que desde muito cedo percebeu que as obsessões do pai por dietas refletiam uma filosofia de vida na qual a disciplina e o minimalismo podiam chegar às mais diferentes sensações. “Ele acreditava que as melhores safras vinham de solos áridos. Era o prazer a partir da restrição”.
Segundo Walter Isaacson, há relatos de que Steve tenha ficado laranja pelo fato de comer muita cenoura. “Amigos se lembram dele com um bronzeado alaranjado”.
“Ele podia passar semanas comendo a mesma coisa – como salada de cenoura com limão ou simplesmente maçãs – e depois rapidamente rejeitá-la e dizer que tinha parado de comer aquilo. Às vezes ele passava por uns períodos de jejum, como ele fazia quando era adolescente, e virava um chato quando estava na mesa com outras pessoas. Ele gostava de falar sobre as vantagens do regime que estava fazendo”, diz Lisa.
Ainda de acordo com a filha, Steve era capaz de provar dois tipos de abacate que a maioria dos mortais acharia indistinguível. “Depois declarava que um era o melhor já cultivado e o outro ‘incomível’”.
Steve era tão radical que uma vez Lisa o viu cuspindo uma sopa no momento em que ele descobriu que continha manteiga.
Depois do transplante de fígado ele só podia se alimentar de smoothies de frutas, então pedia que tivesse à disposição sete ou oito sabores para que pudesse escolher o que mais lhe agradava.
Quando era jovem, Steve descobriu que podia induzir a euforia e o êxtase através do jejum. Então, já doente, mesmo sabendo que precisava comer – os médicos pediam para que ele ingerisse alta quantidade de proteína – ele admitia que seu instinto era jejuar.
Segundo a biografia, a esposa de Steve ficava brava quando ele sentava-se à mesa e ficava em silêncio ao seu lado. “Eu o forçava a comer. E isso era um momento de tensão inacreditável em casa”, conta ela.
O homem da Apple era seu melhor garoto-propaganda.

Anúncios

5 Comentários »

  1. E viva a picanha, o ovo e, claro, o álcool…

    Comentário por Joubert — 2011/11/22 @ 15:43

  2. Como alguém admite que “seu instinto é jejuar”? Idiossincrasia sinistra…

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2011/11/22 @ 18:08

  3. Anorexia…..era o menino cenoura.

    Comentário por Juventino — 2011/11/22 @ 19:07

  4. Pois é, e morreu de câncer.

    Comentário por Leonardo Maia — 2011/11/25 @ 10:48

  5. Interessante postagem

    Comentário por Ramon — 2011/11/25 @ 16:26


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: