O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/09/05

BICHO SOLTO

Filed under: Matutando — trezende @ 08:29

Existe um tipo de homem que é quase a ararinha-azul: quando já está dado como extinto, eis que aparece um espécime – provavelmente fugido de seu cativeiro. É o homem-moletom.
Toda ocasião é ocasião para entrar no moletom – ou na verdade, de nunca ter saído dele. Festinhas de aniversário em bufê infantil, corredores de supermercado ou num shopping popular sábado à tarde. Lá estão eles. Girando a chave do carro no dedo – e usando a mesma chave para coçar a cabeça –, com a camisa do time pra dentro da calça e com um olhar que varia entre o perdido e o caçador, eles andam displicentemente com um moletom que nunca tem cara de limpo. Cinza, verde escuro, vinho… Difícil dar um palpite sobre a cor original da peça.
Eles costumam calçar tênis. Alguns, os mais ousados, arrastam chinelo mesmo.
Você nunca encontrará um homem-moletom num parque. Para ocasiões mais informais eles preferem bermudão e meia esticada até as canelas.
O homem-moletom geralmente está na meia-idade e é casado, mas há relatos de ocorrência em jovens. Na terceira idade, além da calça e do tênis, passam a desfilar de boina ou boné de aposentado.
O homem-moletom vai além do homem-pochete. É, na verdade, seu precursor. O homem-pochete é arrumadinho – até demais – usa calça jeans ou faz o tipo esportivo e está tranquilo pois sabe que tudo o que precisa está ao alcance das mãos.
O homem-moletom não. Ele sabe, lá no fundo, que está mulambento, mas não liga. Seu nome é conforto. Pode ou não estar de pochete.
O homem-moletom jamais ostenta uma tatuagem. No máximo, um rabo de cavalo. Bigode? Bem provável. Camiseta baby look? Nunca.
Jamais dê conversa, puxe papo ou peça informação a um homem-moletom. Ele pode achar que está agradando. Ligue para a esposa – ou para a carrocinha – para que providenciem seu retorno ao cativeiro imediatamente.

Anúncios

6 Comentários »

  1. E ar blasé, palito nos dentes?

    GE-NI-AL!!! Amei o post.

    Beijocas.

    Comentário por Selma Barcellos — 2011/09/05 @ 08:52

  2. Adorei isso!!!!

    Comentário por picida ribeiro — 2011/09/05 @ 09:09

  3. É claro que também puxam papo chato, fungam, soam o nariz com um lencinho surrado, batem a porta em outro carro no estacionamento e por aí vai…

    Comentário por Ricardo Rezende — 2011/09/05 @ 20:24

  4. Tati, estou dando gargalhada com esse post até agora… Eles também ficam limpando as unhas com a chave do carro! Sinistros…

    Beijocas.

    Comentário por Selma Barcellos — 2011/09/05 @ 21:07

  5. Hummm… Conheço alguém que precisa ler este post urgentemente!!! EXCELENTE, Tati, humor inteligente e na medida!
    Beijos.

    Comentário por Vaninha — 2011/09/08 @ 11:55

  6. Perfeito!!

    Comentário por Angelica — 2011/09/10 @ 11:08


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: