O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/08/14

ALÉM DO ESPELHO

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 10:05

David Beckham, Brad Pitt e George Clooney podem ser os homens dos sonhos de muitas mulheres, mas não são exatamente os pares ideais.
Um experimento social conduzido por dois acadêmicos descobriu que pessoas mais bonitas são mais egoístas por natureza.
O estudo foi feito por Santiago Sanchez-Pages – das universidades de Edimburgo e Barcelona – e Enrique Turiegano, da Universidade Autônoma de Madri.
A dupla tomou como base o chamado “Dilema do prisioneiro”. A teoria tem atraído a atenção dos pesquisadores em Ciência Social por retratar uma situação paradoxal: a busca do melhor por parte de cada jogador produz um resultado que não é o melhor para o conjunto.
No caso, foi dada a opção de uma das pessoas de ser uma pomba – que deveria cooperar para um bem maior – ou de ser um falcão – que apresentaria decisões mais egoístas.
Ao fim do jogo, com os pontos computados, as faces de cada jogador foram analisadas. Os resultados comprovaram que pessoas com traços mais simétricos – as mais bonitas – eram menos propensas a colaborarem e escolheram a opção mais egoísta, de acordo com o jornal “The Observer”.
Estudos anteriores mostraram que os mais bonitos são mais saudáveis, têm menos chances de sofrerem de doenças congênitas e são menos propensos a confiarem nos outros.
O relatório diz: “Pessoas com faces simétricas tendem a ser mais saudáveis, atraentes e autosuficientes, mas têm menos disposição para cooperar e também para procurar ajuda dos outros”.
O estudo também examinou os índices de testosterona e concluiu que altos níveis geralmente são associados à agressividade, sugerindo que os machos-alfa não trabalham bem em equipe.
Entretanto, o relatório diz que essa questão é parcialmente correta: os que são expostos a altos níveis de testosterona ainda no útero tendem a ser mais cooperativos.
A dupla de pesquisadores sugere que o estudo pode ser útil na elaboração de políticas públicas e agir como um corretivo baseado puramente numa decisão econômica.
Segundo eles, “se certos comportamentos, como fumo, bebida ou direção em alta velocidade são percebidos pelos praticantes como uma busca por status, é bem improvável que multas ou altas taxas tenham um efeito inibidor”.
Os pesquisadores estão corretíssimos em tentar encontrar alguma aplicação prática para o estudo, mas o argumento utilizado é tão confuso quanto o dilema do prisioneiro.
Concentrando-nos no que nos interessa, na dúvida, deem preferência ao feinho.

Anúncios

3 Comentários »

  1. Acontece que as Maria chuteiras não gostam de andar com feinhos.

    Comentário por Juventino — 2011/08/14 @ 18:03

  2. Discordo do nobre Juventino: e a Mulher Samambaia com o Dentinho? E a mulher do Amaral? E as mulheres dos Ronaldinhos (Gaúcho e Fenômeno)? Acho que elas até já tiveram acesso a esse estudo relatado no blog… :-)

    Comentário por Ricardo Rezende — 2011/08/14 @ 18:54

  3. Mulheres do mundo, atentai-vos: nós feios é que somos!

    Comentário por Joubert — 2011/08/14 @ 20:00


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: