O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/04/19

QUEM ESPERA NEM SEMPRE ALCANÇA

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 09:30

O momento mais tenso de uma viagem não são os imprevistos citados ontem, mas justamente quando tudo parece que não pode mais dar errado.
Esperar as bagagens na esteira é uma ótima maneira de exercitar a paciência e colocar em prática o pensamento positivo de “O Segredo”.
Depois que milhares de maletas passam diante de nossos olhos e a nossa não chega, começamos a demonstrar os primeiros sinais de desespero: taquicardia, sudorese e tremedeira.
Na maior parte das vezes a experiência não passa de um susto. As malas aparecem e saímos respirando aliviados.
Mas o infortúnio do extravio de bagagens acontece diariamente em todo o mundo. Das 2,5 bilhões de malas checadas no globo terrestre todos os anos, estima-se que mais de 850 mil nunca são vistas novamente – só nos Estados Unidos o número de extravios chega a 2 milhões.
Mas para onde vão as bagagens que simplesmente desaparecem?
Uma reportagem da “MSNBC” revela que as americanas descansam na cidade de Scottsboro, no Alabama.
Depois que a companhia aérea não identifica o dono da bagagem, a vende por alguns trocados para o “Unclaimed Baggage Center” (“Centro de Bagagens Não-Reclamadas”), uma loja gigantesca, estilo armazém, onde a infelicidade dos viajantes torna-se o paraíso dos caçadores de barganhas.
Sapatos, espadas de samurais, iPods, lingerie – tudo com descontos que variam entre 20 e 80%. O local chega a receber 830 mil compradores por dia.
A maioria das malas encontra o caminho do lar em 24 horas. As que se perdem definitivamente, depois de 90 dias são vendidas pelas empresas aéreas e os passageiros lesados recebem cerca de 3.300 dólares de indenização (R$ 5.600).
“Você nunca sabe o que vai achar”, diz Clayton Grider, o proprietário. “É um esporte”.
Dentre os objetos mais estranhos já encontrados estão chifres de alce, um paraquedas, uma armadura medieval e até uma cabeça de múmia.
Os compradores não têm nenhum receio de comprar o ursinho de pelúcia favorito de uma criança ou um vestido de casamento que não chegou na hora na igreja.
“Sinto muito pelo cara que perdeu isso”, diz Chuck Trykoski, que adquiriu uma câmera digital por 21 dólares (R$ 36). “Eu também já perdi coisas em viagens”.
Diariamente chegam ao “Centro de Bagagens Não-Reclamadas” mais de 7 mil novos itens. E não são apenas objetos que constavam de malas, mas também os que foram esquecidos dentro das aeronaves. Há desde roupas e livros até tacos de golfe e fones de ouvido.
“É quase um instantâneo arqueológico da cultura popular”, explica Bryan Owens, filho do dono, que assumiu o negócio em 1995.
Todas as manhãs pessoas formam filas para vasculhar as novidades. Uns param por curiosidade e outros organizam excursões ao local.
O “Centro de Bagagens Não-Reclamadas” começou a funcionar em 1970, quando Doyle Owens, um vendedor de seguros, ouviu de um amigo que trabalhava numa empresa de ônibus se ele não gostaria de comprar a bagagem extraviada. Quatro anos depois, Doyle passou a adquirir também as das empresas aéreas, as de locadoras de automóveis, as de trens e até as bagagens de cruzeiros.
Segundo a reportagem, as companhias aéreas não gostam de falar que fim levam as malas perdidas – American Airlines, Delta e United Airlines se recusaram a dar entrevistas.
Outras empresas – como Alaska, Frontier, Hawaiian, Southwest, Spirit e Virgin America – fazem doações a instituições como o “Exército da Salvação”.

Vejam fotos AQUI

Anúncios

1 Comentário »

  1. Sei de uma empresa que faz algo parecido, algumas malas desviadas do aeroporto de Guarulhos vão pra lá, a empresa é a M&M fica na avenida monteiro lobato 4550 em Cumbica, quem perder a mala pode tentar a sorte por lá, realmente o que sai das malas é coisa de outro mundo.

    Abraços.

    Comentário por Marcos Antonio — 2011/04/22 @ 01:09


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: