O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/04/11

TRABALHO DE PARTO

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 09:35

Em alguns casos, mais importante do que falar a língua de um povo é conhecer sua cultura. É uma ótima maneira de evitar saias-justas como agressões e prisões ou infortúnios mais leves, como as gafes.
Nesse sentido, é interessante acompanhar o relato de Meg Nesterov para o site de Viagens e Turismo “Gadling” sobre algumas superstições e tradições populares envolvendo gravidez na Turquia.
A primeira diz respeito ao “nazar boncuk”, o olho azul de vidro usado como amuleto. O “nazar” não carrega nenhum significado religioso e poucos turcos ainda se guiam pelas antigas superstições, mas a tradição de prendê-lo à roupa no momento do parto permanece.
O hábito de agasalhar-se também é comum entre as grávidas. Lá acredita-se que praticamente todas as doenças são transmitidas pelo ar frio e mesmo no verão eles não usam ar condicionado. Portanto, as mulheres que desejam ser mães não devem andar descalças para evitar infertilidade, aborto espontâneo e gases. Durante a amamentação elas continuam sob blusas porque creem que leite frio provoca dor de estômago nos bebês.
Na área alimentar, se a grávida sente cheiro de comida deve prová-la. O desejo de comer doces ou carne vermelha em excesso são sinais de que terá um menino. Já o desejo por azedos e alimentar-se basicamente de vegetais são o prenúncio de bebê do sexo feminino. Se a grávida come muitos ovos o bebê será sapeca. Qualquer desejo não atendido resultará numa marca de nascença no mesmo formato do alimento.
Ainda segundo essa superstição alimentar, garçons com uma bandeja de comida devem perseguir a grávida na rua para espantar o azar.
Outro costume turco é acreditar que a grávida só deva olhar paisagens, lugares e pessoas bonitas. Do contrário, o nenê pode ser feio, inválido ou ter uma aparência de zumbi. Até as visitas ao zoológico são limitadas. Olhar para macacos, ursos ou camelos é sinal de azar.  
Logo que o bebê nasce acontece uma espécie de telefone sem fio na sala de parto. O pai deve escolher um nome secretamente e sussurrá-lo para o médico, que por sua vez cochicha para a criança.
O local em que o cordão umbilical é queimado tem influência na vida do bebê. Recomenda-se incinerá-lo do lado de fora de uma mesquita se a criança é religiosa ou próximo a uma faculdade de Medicina se os pais desejam que ela seja médica.
A tradição manda ainda que as mulheres não saiam de casa nos primeiros 40 dias após o parto, mas não é o que acontece nas grandes cidades turcas. As visitas são realizadas na casa da mãe, que costuma oferecer chocolate, sachê de ervas e uma bebida chamada “Lohusa Serbeti” aos visitantes. Em troca, eles levam peças de ouro para o bebê.
Tingir as madeixas não é indicado para as grávidas, mas na Turquia acredita-se que cortar o cabelo irá encurtar a vida da criança.
Há também superstições ligadas à estatura do bebê. Medi-lo não é recomendável por medo de que ele fique pequeno. E, por menor que ele seja, nunca deve-se saltar sobre ele. Atrai má sorte.

Agarrem seus “nazar boncuk” e boa semana!

Anúncios

4 Comentários »

  1. Cada louco com sua mania…
    Gostei da parte dos presentinhos de ouro…é uma sugestão e tanto.
    Bota tudo no prego pra comprar fralda, que tá a preço de ouro, quase. :):):):):)

    Comentário por Claudia Magalhães — 2011/04/11 @ 09:55

  2. Nós, aqui no Brasil, também temos nossas supertições. Acho que elas existem em todas as partes do mundo.

    Comentário por Angela — 2011/04/11 @ 11:30

  3. Tati, aqui em casa tem cada “nazar boncukão” pendurado nas maçanetas… Meu chaveiro é um. Forcinha a mais nos partos sem anestesia a que a loucura cotidiana nos submete.

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2011/04/11 @ 12:42

  4. Com todos os mitos, crendices e superstições ainda existe mãe que abandona o bebê assim que nasce… Que maldade.

    Comentário por Juventino — 2011/04/11 @ 18:28


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: