O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/03/29

ÁGUAS PASSADAS

Filed under: Vox populi — trezende @ 09:16

A canção “Epitáfio”, dos Titãs, é uma das obras-primas da nossa música. “Devia ter amado mais, ter chorado mais, ter visto o sol nascer. Devia ter arriscado mais, e até errado mais, ter feito o que eu queria fazer…”.
Nela, Sérgio Britto declama de maneira sublime um rosário de pesares e lamentos. Pelo menos alguns deles – senão todos – já sentimos em um certo momento da vida.
Quais seriam os motivos dos maiores arrependimentos do brasileiro? Fica a curiosidade.
Já entre os americanos são os assuntos do coração.
Um estudo conduzido pelo professor de marketing Neal Roese, da “Escola de Negócios Kellog” descobriu que os temas amorosos são o que geram o maior índice de arrependimento entre os americanos.
Em segundo lugar estão as relações relações familiares, seguidas de educação, carreira, finanças e maternidade/paternidade.
Curiosamente, pessoas que não estão vivendo um relacionamento amoroso são as que mais se lamentam.
A pesquisa – intitulada “Regrets of the Typical American: Findings from a Nationally Representative Sample” (“Arrependimentos de um Americano Típico: Descobertas de uma Amostra Nacional Representativa”) – ouviu depoimentos de 370 americanos.
Na conversa, os cientistas pediam para que o voluntário descrevesse um arrependimento detalhadamente – incluindo quando aconteceu e se ele foi resultante de uma ação ou da falta dela.
“Realizações ou fraquezas injetam um combustível considerável ao fogo do arrependimento – que apesar de doloroso, é essencial à experiência humana”, diz o professor Neal.
O estudo descobriu ainda que cerca de 44% das mulheres relatam pesares amorosos – contra 19% dos homens. As mulheres também lamentam mais decisões familiares.
Já os homens se arrependem mais de atitudes ligadas ao trabalho (34% contra 27% delas) e à educação.
Os entrevistados também dividiram seus pesares em dois tipos: os causados por seus atos e os resultantes da ausência deles. O ditado de que é melhor se arrepender do que fizemos do que o contrário continua sendo verdadeiro. No entanto, a duração desse pesar, ainda que menos intenso, é mais duradoura no caso da falta de atitude.
E vocês, têm algum arrependimento?

Para pensarem na resposta, ouçam “Epitáfio” AQUI

Anúncios

4 Comentários »

  1. Não sou daqueles “eu não me arrependo de nada”. Arrependo-me o tempo todo. Arrependo-me, inclusive, de pensar assim.

    Comentário por Joubert — 2011/03/29 @ 10:47

  2. Pensar bem antes de agir é o melhor remédio para reduzir o risco de arrependimento. Geralmente os mais afobados são também os mais arrependidos.
    É muito difícil eu me arrepender de uma decisão pensada com cuidado, mesmo se o resultado não for conforme eu esperava.

    Comentário por Ricardo Rezende — 2011/03/29 @ 20:53

  3. Queria ter aprendido a tocar piano, ter tido a coragem de dizer NÃO mais vezes. Queria não ter engordado. Enfim, sempre vai ter coisas que a gente acha que teria feito melhor se tivesse feito diferente. Então, nessa vida paralela que não vivemos, teríamos nos arrependido de não ser como somos nesta, enfim… Melhor deixar como está.
    Bjão,
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2011/03/30 @ 10:23

  4. Meu arrependimento é em termos amorosos. Deveria ter me arriscado mais. Mesmo que eu estivesse enganada no que estava achando não teria o arrependimento E N O R M E por não ter tentado.
    P.S.- Sempre que escuto essa música eu choro. É linda!

    Comentário por Angela — 2011/04/01 @ 21:53


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: