O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/02/19

POLÍCIA PARA QUEM PRECISA

Filed under: Matutando — trezende @ 08:36

A ex-modelo Martha Rocha entrou para a História graças ao seu fracasso.
O boato é de que ela teria perdido a coroa de Miss Universo por causa de algumas polegadas extras no quadril.
Nesta semana Martha Rocha voltou às bocas. Não a bela, mas a fera. A homônima da miss tomou posse como a nova chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro graças ao fracasso. Não dela, claro, mas do ex-chefe da polícia civil carioca, Allan Turnowski.
E que fracasso. Guilhotinado em praça pública por algumas polegadas extras na língua.
Aliás, o nome da operação não poderia ser mais apropriado: Guilhotina. O padrinho desse batismo estava certo de que cabeças iriam rolar. Talvez só não soubesse que seria a do cabeça.
A Miss Polícia tem agora alguns rojões pela frente. O mais simples será lidar com a desconfiança dos colegas num ambiente predominantemente masculino.
Se esse é o rabo de foguete mais suave, o resto é silêncio. Literalmente. Martha Rocha precisará agir sem estardalhaço para não assustar suas presas – que já se mostraram altamente bem-informadas.
Poderíamos lamentar o fato de termos chegado ao ponto de precisarmos de polícia para vigiar a própria polícia. Mas temos mais é que festejar. Finalmente decidiu-se investigar algo que a nação brasileira inteira já sabe desde que Cabral chegou por aqui. Os que ainda não desconfiavam da corrupção policial assistiram à “Tropa de Elite 2”. Está tudo lá bem explicadinho.
O mais irônico é que depois do filme de José Padilha e do sucesso da operação que varreu os traficantes dos morros, as “otoridades” policiais gozavam de um prestígio nunca antes visto na história deste país. Durou pouco a lua-de-mel.
O sonho das misses costumava ser a “paz mundial”. A delegada Martha Rocha pode se dar ao direito de ser um pouco mais prosaica: desejar apenas a paz nacional.
Que a força esteja com ela.

Anúncios

4 Comentários »

  1. Olha, acho que a sociedade brasileira tem de superar alguns tabus, como o “machismo”. A delegada Martha Rocha tem pela frente um grande desafio: coordenar a polícia judiciária do Rio, em um mundo masculino. Tomara que ela consiga moralizar essa instituição que acabou sendo manchada pelo desvio de conduta de alguns de seus integrantes. Penso que a preocupação é com possível atentado à sua vida. Lidar com o crime não é fácil. Mas acredito no trabalho das mulheres. Estamos na torcida. Gostei do post. grande abraço.

    Comentário por Ródrio — 2011/02/19 @ 10:32

  2. Oi, Tati! Com presença de espírito marcante em suas crônicas, você dá o recado: Martha Rocha vai ter que ter muito peito para enfrentar os rojões que vem por aí. E acho que a combinação ficou boa: uma presidenta braba no Planalto (ela demonstrou em pouco tempo o quão tem mais controle sobre seus comandados do que o Lula) e uma delegada chefiando a polícia civil de uma das cidades mais violentas do país. Vamos esperar os resultados. Beijos.

    Comentário por Vaninha — 2011/02/19 @ 18:21

  3. Aguardamos sim, grande sucesso para a nova delegada e que não caia nas garras da corrupção.

    Comentário por Juventino — 2011/02/19 @ 23:01

  4. Olá…
    Até que enfim alguém com “c…” na chefia da polícia! Sempre achei que lugar de mulher é… Mandando nos homens! O BR tem jeito!
    Bjão,
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2011/02/22 @ 12:47


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: