O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/01/11

CAMINHOS TORTOS

Arquivado em: Absurdos nossos de cada dia — trezende @ 08:25

Quem é o homem mais odiado do planeta? E o dia mais odiado da semana?
As respostas para ambas as questões não exigem grandes malabarismos mentais e provavelmente são as mesmas em qualquer lugar do mundo: Bin Laden e segunda-feira.
Mas qual é a fonte, a letra ou a tipografia mais odiada do mundo?
Provavelmente vocês sequer pararam para pensar nisso – até porque temos mais o que fazer – mas há muita gente por aí incomodada com o estilo e o emprego das fontes usadas nos textos.
O terror dos designers seria a “MT Extra”, cujo alfabeto são símbolos? Ou a “MS Reference 1”, que acentua todas as letras? Nada disso. A fonte mais odiada do mundo é a inofensiva “Comic Sans”, que quase virou tema de um documentário: “Comic Sans (or The Most Hated Font in the World”) algo como “Comic Sans (ou A Letra Mais Odiada do Mundo”).
Os designers Scott Hutcheson e Anthony Meadows tentaram arrecadar 20 mil dólares para rodarem o filme através do site “Kickstarter”, mas só conseguiram 714 dólares (doados por 35 pessoas).
A polêmica em torno da letra começou graças a uma cisma do casal de designers Holly e David Combs. Em 2002 eles criaram o site “Ban Comic Sans.com” com o objetivo único de conscientizar as pessoas de que a fonte, apesar de usada a torto e a direito, é adequada a pouquíssimas ocasiões. Ambos comparam usar a fonte a aparecer num evento black tie vestindo uma fantasia de palhaço.
Segundo eles, a Helvética também é simples, mas incorpora um ar suíço sofisticado e com certo quê de autoridade.
O ódio à fonte tem duas causas: 1) seu jeito arredondado, infantil, excessivamente simpático e que pede para ser impressa em cores. 2) passou a ser utilizada além de seus objetivos originais (softwares infantis).
A “Comic Sans” foi inventada em 1994 por Vincent Connare, um engenheiro tipográfico da Microsoft. Ele já havia criado algumas fontes para uso infantil, mas quando viu a “Times New Roman” sendo adotada no programa “Microsoft Bob” decidiu desenhar uma fonte baseada nos textos de histórias em quadrinhos (“Comics”).
Sua fonte foi rejeitada por razões técnicas, mas logo depois foi adotada para o “Microsoft Movie Maker”.
Pois eu acho a “Comic Sans” bem bonitinha. Free “Comic Sans”!

Confiram o site AQUI

About these ads

4 Comentários »

  1. Totalmente free “Comic Sans”, Tati! Ela tem um arzinho manuscrito que humaniza (e ameniza) a máquina. Poxa, adoro, e ainda “italico” (verbo italicar, acabei de inventar).

    Manda o casal Combs pentear macaco!!!

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2011/01/11 @ 16:14

  2. Eu também gosto do comic sans. Acho bacana…

    Comentário por Jacque — 2011/01/11 @ 17:19

  3. Bin Laden o mais odiado do mundo? Do mundo ocidental, sob influência dos EUA e da CNN, não seria isso?

    Comentário por Eduardo Magera — 2011/01/12 @ 13:03

  4. Tati, eu gosto da Comic Sans. Mas a uso somente em textos sobre amenidades… Concordo com Holly & David.
    Bjão.

    Comentário por Vaninha — 2011/01/13 @ 15:52


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: