O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/11/28

ENSINO FUNDAMENTAL

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 11:11

Em São Paulo, nos horários de pico, a paisagem formada pelos usuários de ônibus e metrôs se assemelha muito ao do estouro de uma boiada. Ninguém ali tem vontade própria, todos se locomovem como troncos de enchente e só param quando o veículo fecha as portas.
Portanto, em cidades com mais de 10 milhões de habitantes – como Tóquio ou São Paulo – somos obrigados a seguir algumas regrinhas básicas de educação em nome do famoso direito de ir e vir.
Em Tóquio, há mais de 35 anos o metrô realiza uma campanha educativa através de cartazes com uma boa dose de senso de humor. O objetivo é relembrar a população certas noções de etiqueta tanto dentro dos trens quanto nas plataformas.
Além dos clássicos avisos para respeitar os assentos especiais e aguardar o trem atrás da faixa de segurança, há cartazes recomendando aos passageiros não fumarem na plataforma, não jogarem chiclete no chão, não correrem depois que o sinal sonoro for disparado e não ocuparem mais espaço do que o necessário – abrindo jornais ou as pernas.
O metrô de Tóquio começou a instalar os pôsteres em 1974, quando o sistema era administrado por uma companhia chamada Eidan.
Um dos cartazes mais marcantes foi um de 1976 e mostrava a atriz Marilyn Monroe segurando um guarda-chuva. Inspirado no pôster do filme “River of No Return” (no Brasil “O Rio das Almas Perdidas”), a ideia era chamar a atenção dos passageiros para não esquecerem suas sombrinhas nos vagões.
Mas a companhia não conseguiu atingir seus objetivos: além de ter de enfrentar milhares de roubos de pôsteres da Marilyn, pilhas de guarda-chuvas eram constantemente esquecidas nos trens e nas plataformas.
Entre 1976 e 1982 as personagens utilizadas na campanha incluíam ainda Ultraman, Superman, Charlie Chaplin, Marcel Marceau, Napoleão, John Wayne e Papai Noel.
Até 1980 a maioria dos pôsteres tratava da questão do fumo, mas aos poucos o cigarro cedeu espaço para o problema do barulho causado por fones de ouvido. Já o primeiro cartaz sobre o uso dos celulares apareceu em 1999.
Atualmente, a campanha tem o nome de “Please, do it at home” (“Por favor, faça isso em casa”).
Uma iniciativa como essa cairia muito bem em São Paulo.

Confiram alguns pôsteres “vintage” AQUI

Os mais recentes estão AQUI

Anúncios

1 Comentário »

  1. Marilyn faz qualquer um esquecer qualquer coisa… Tem que ser pôster da Dilma.

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/11/28 @ 17:01


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: