O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/11/22

ANOS REBELDES

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 09:24

Todo mundo tem aí na gaveta uma foto de seus tempos estudantis – aquela mesmo em que você aparece sentadinho numa carteira escolar atrás de uma placa que informa o nome do colégio e sua respectiva série.
Essas fotos geralmente são de doer. Podem estar guardadas na gaveta mais profunda ou já terem ido para o lixo, mas com certeza foram compradas por um pai muito coruja.
A cara infeliz portada pela maioria que já foi vítima desse tipo de ensaio fotográfico pode ser resultado tanto da inexperiência do fotógrafo – ou dos modelos – ou da possibilidade de bullying dos coleguinhas que assistiam à sessão enquanto aguardavam sua vez.
Para quem pensa que a prática nem existe mais, a surpresa: ela não só está aí, como faz parte de um mercado que parece estar aquecido.
De acordo com uma matéria publicada pelo “The New York Times”, a prática de alterar fotos – muito disseminada no mercado editorial de moda – chegou ao mundo dos retratos escolares.
Os pais, que antes tinham de selecionar as imagens que lhes agradavam e o tamanho, agora encontram muito mais opções, como apagar cicatrizes, espinhas, acne, aparelhos ortodônticos, fazer um clareamento dental ou até trocar o cabelo do filho.
Segundo as empresas especializadas em fotografias escolares nos Estados Unidos, o serviço passou a ser oferecido porque os pais começaram a solicitá-los. A cada ano, aumenta o número de pedidos por retoques.
Joseph Sell – gerente de uma dessas empresas que tira cerca de 30 milhões de fotos de estudantes por ano – conta ao jornal que por volta de 10% das imagens sofrem alterações.
Os preços: por $6 é possível retirar reflexos dos óculos; por $10 ou $ 20 pode-se desde fazer um clareamento nos dentes da criança, dar um tapa na peruca lambida, adicionar uma gravatinha ou fazer com que uma camisa de manga curta vire longa.
“Encobrir defeitos pode não ser algo ruim”, diz o dr. Bradley S. Peterson, chefe do Departamento de Psiquiatria de Crianças e Adolescentes da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico de Nova York. “Há crianças que têm características que viram estigma social e elas querem amenizar isso. Alterar uma foto pode lhes dar mais confiança”. Por outro lado, “pais que optam por isso correm o risco de legitimar que não é legal ser daquele jeito. Mesmo que estejam visando a autoestima da criança, isso pode sabotá-la”.
Poxa, nem feia do cabelo lambido a gente pode ser mais…

Leiam a matéria completa AQUI

Anúncios

4 Comentários »

  1. Tati, será que sou anormal? Eu aaaaaamo minhas fotos de estudante, com uniforme, franjinha, aquele planisfério atrás… Aliás, de todas as fases da minha vida. Por nada nesse mundo retocaria uma foto antiga. De meus filhos então… Eu os estaria ensinando a mentir…
    As únicas fotos que me tiram do sério são as de passaporte. Capricho no visu e quando vou ver… eita desgraceira.

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/11/22 @ 21:20

  2. Se fosse para alterar minhas fotos do primário, certamente cobrariam caro: seria missão tão complicada quanto foi recauchutar a Geisy Arruda para a Sexy…

    Comentário por Ricardo Rezende — 2010/11/23 @ 00:34

  3. Será que eles conseguem diminuir o tamanho dos dentes também??? Beijos, Tati!

    Comentário por Vaninha — 2010/11/23 @ 08:14

  4. Santo Photoshop, Tati!
    Abç,
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2010/11/25 @ 09:06


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: