O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/11/01

FOI PRA PORTUGAL, PERDEU O LUGAR

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 08:33

Pastorinhas inflamadas não são figuras inéditas para nós, brasileiros, acostumados a crianças que, no fundo, mais parecem adultos disfarçados de petizes.
Mas lá fora a bizarrice chama a atenção. Uma reportagem publicada no jornal “The Guardian” na sexta-feira destaca o crescimento evangélico no Brasil e o “trabalho” de Alani dos Santos, uma pastorinha de 6 anos.
O título diz: “Brazil’s evangelical revolution sees miracle healers take centre stage” (algo como “Revolução evangélica brasileira vê curandeiros milagrosos tomarem o centro do palco”).
Segundo o jornal, na Igreja Pentecostal dos Milagres, em São Gonçalo (RJ), “a personagem principal não é o filho de Deus, mas uma garotinha de 6 anos de idade que usa um vestido rosa”.
Na entrada do local – um antigo armazém convertido em igreja – um banner anuncia “uma explosão de milagres” e diz que “ela faz a imposição de mãos e o milagre acontece”. No teto, outro letreiro promete “saúde, felicidade e vitória”.
“Ela” é Alani dos Santos – também conhecida como “Missionarinha”, capaz de curar o mais agonizante dos congregados apenas com o toque das mãos. Duas vezes por semana milhares de doentes lotam o templo em busca de cura. “Milhares já foram tocados”, diz seu pai, o pastor Adauto Santos, ex-cabeleireiro e ex-ladrão de carros que acredita que sua filha tem o poder de curar também tuberculose, câncer e Aids.
“Ela é uma criança normal – apesar do dom. Mas é Jesus quem cura. Ela é apenas um instrumento. A Bíblia diz que a melhor bênção vem da boca das crianças porque elas são puras. Elas cantam, abençoam e rezam”, explica o pai de Alani.
A “Pequena Missionária”, continua a matéria, “é parte de um número cada vez maior de evangelizadores infantis no Brasil: crianças curandeiras, operadores de milagres e benzedeiros têm atraído multidões nesta crescente nação evangélica”.
“O Brasil – e muito da América Latina e do Caribe – está vivendo o que os crentes chamam de ‘revolução evangélica’. De acordo com o IBGE, o número de católicos caiu de 89% em 1980 para 74% em 2000. Enquanto o de pentecostais subiu de 3% para 10%”.
Ainda segundo o “The Guardian”, as igrejas brasileiras estão abrindo filiais de Buenos Aires a Porto Príncipe e explica esse fenômeno citando o cientista político César Romero Jacob. Ele crê que o aumento dos evangélicos é visível em áreas remotas da Amazônia e em regiões carentes de cidades como o Rio de Janeiro.
O vácuo do Estado – que gera a proliferação da pobreza, da violência, do alcoolismo e da prostituição – fundou as bases para essa explosão. “Se a Igreja Católica e o Estado estão ausentes, alguém vai ocupar esse espaço”, diz César Jacob.
Mas, segundo o jornal, a tecnologia também tem um papel importante. “O acesso à Internet dobrou no Brasil entre 2004 e 2009 e a Pequena Missionária credita parte de seu sucesso a isso. É na web que evangelistas ganham fama, dinheiro e às vezes notoriedade através de sites pessoais ou vídeos no ‘YouTube’”.
Segundo o pai de Alani, o site da filha já recebeu mais de 2,5 milhões de visitantes de lugares como Estados Unidos, França, China e Japão. No site também é possível comprar um DVD e ganhar um pôster da Missionarinha.
O “The Guardian” destaca que o crescimento evangélico no país também concedeu riqueza e poder político a muitos pregadores: “O bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono de uma das maiores redes de TV no Brasil, é considerado o bispo mais rico do mundo”.
O número dos que condenam os pregadores evangélicos e o uso de crianças na evangelização é grande. Alguns acham que é exploração infantil, outros charlatanismo.
“Você vai ouvir as pessoas criticando, mas isso não importa. O que vale é o que Jesus Cristo está fazendo”, defende-se o pai de Alani.
A menina parece alheia a toda a polêmica: “Eu quero ser médica”. Por quê? “Para continuar curando as pessoas”.
A Missionarinha parece ter percebido que seus superpoderes não durarão para sempre, mas o pai continua acreditando em Papai Noel.

Leiam a matéria completa AQUI

Anúncios

1 Comentário »

  1. Chutam a santa mas não perdem o dízimo… E esse negócio de “adicionei Jesus”, hummmmm…

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/11/01 @ 19:45


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: