O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/10/13

CARNE BEM-PASSADA

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 10:25

Restaurantes e lanchonetes temáticas sempre foram (e serão) tema neste blog. Antes de se hospedar no WordPress, o “O Mundo Gira, a Lusitana Roda” falou sobre o “Banheiro Moderno”, em Taipei – em que os clientes comiam sentados em privadas e usavam papel higiênico no lugar do guardanapo – e sobre o “Buns and Guns” (“Pães e Armas”), em Beirute, que lembra um posto militar e tem até som ambiente que reproduz tiroteios.
Mais recentemente conhecemos o mais bizarro de todos, o “Rectum Bar”. Montado nos arredores do “Vienna Museum”, na Áustria, ele tem a forma de um sistema digestivo e é conhecido como “Bar Ânus”.
Agora a descoberta do “Hospitalis”, restaurante que funciona em Latvian, capital de Riga, na Letônia.
Aberto há cerca de dois anos, o local é ideia de três médicos aposentados e é basicamente decorado como uma sala cirúrgica do “Plantão Médico”.
Fãs do seriado podem saborear pratos entre esqueletos, macas e telões que exibem trechos de filmes com cenas em hospitais.
O restaurante de dois andares oferece vários ambientes. Além da sala de cirurgia, é possível escolher uma “mesa” num local que imita o consultório de um dentista ou numa área que recria um consultório ginecológico. Para compensar quaisquer constrangimentos, nesse ambiente há uma banda tocando música ao vivo.
O cardápio consiste numa seleção de iguarias europeias e saladas. A entrada com uma bebida sai por cerca de U$ 27 (cerca de R$ 46).
Além do menu tradicional, o “Hospitalis” serve opções para quem foi ao local justamente afim de experiências fortes. Entre os pratos, fígado de codorna recheado preparado de forma a parecer que foi recém-extraído de alguém.
Antes de pedir qualquer item deste menu alternativo, o cliente precisa assinar um termo dizendo que está ciente de que o fígado recheado não é o seu próprio órgão.
Mesmo quem opta pelos pratos “normais” precisa comer com seringas, bisturis e outros instrumentos cirúrgicos.
As bebidas são servidas em frascos de amostras de exame ou em sacolinhas de soro (quem já tomou “Muppy” quando era pequeno tira de letra essa experiência).
O “Hospitalis” tem ainda um agrado para clientes-masoquistas. Eles podem se candidatar a serem amarrados a camisas-de-força e receberem comida na boca de enfermeiras com trajes ínfimos.
Quanto tempo vão demorar para inaugurarem um restaurante-mina no Chile?

Confiram fotos do “Hospitalis” AQUI

Anúncios

Blog no WordPress.com.