O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/08/12

FUNCIONÁRIO DO ANO

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 10:20

Como vocês se comportam quando estão nervosos, estressadinhos, matando cachorro a grito? Contam até dez e respiram fundo ou agem como se não houvesse amanhã?
Esta semana tivemos dois exemplos de como o filme “Um Dia de Fúria” funciona na vida real.
O primeiro envolveu uma americana que cobriu de socos uma funcionária do McDonald’s na cidade de Toledo, Ohio. A agressão ocorreu depois que a atendente se recusou a servir nuggets de frango porque a lanchonete ainda estava no horário de café da manhã. As imagens mostram a cliente completamente descontrolada.
A segunda situação pelo menos foi divertida.
A personagem principal: Steven Slater, comissário de bordo da Jet Blue.
A cena: passageira tenta tirar algo de sua maleta no compartimento superior em momento inapropriado. Slater pede que a passageira interrompa a operação, mas a maleta acerta a cabeça do comissário e deixa marcas. Revoltado por não receber um pedido de desculpas, Slater pega o microfone, diz o diabo, pega duas cervejas, aciona a manivela de emergência e desce contente pelo tobogã. Slater tenta se esconder na cama do namorado, mas acaba preso.
A atitude impulsiva do comissário rendeu reações opostas. Há os que consideraram a cena um absurdo, mas a maioria está solidária a Steven e o chama de herói.
Phil Catelinet, que mora no Brooklyn e estava na aeronave, disse ao jornal “Daily News”: “Gostaria de deixar o trabalho dessa maneira. Ele parecia feliz, como se dissesse: simplesmente ‘estou pedindo demissão’”.
Na Internet já circulam algumas homenagens ao comissário. Além de inúmeras páginas no Facebook (a maior já tem 45 mil seguidores), está no ar o site “Free Steven Slater” e há vários produtos à venda, como camisetas e canecas com a inscrição “Libertem Steven Slater”.
Ontem, o apresentador e comediante Jimmy Fallon, da NBC, cantou em seu programa a “Balada de Steven Slater”. Há ainda dois outros internautas que fizeram canções solidárias ao comissário.
Já o artista plástico Dan Lacey, autor do quadro acima, está promovendo um leilão de sua obra no Ebay. A renda será revertida para Steven. No momento em que escrevo este post, o lance máximo da pintura está em 535 dólares (quase R$ 950).
Só a Jet Blue não deve estar achando muita graça.

Assistam à balada de Steven Slater AQUI

Conheçam o site “Free Steven Slater” AQUI

Anúncios

3 Comentários »

  1. É, eu devo ter um “q” de Steven Slater. Não faz muitos dias atendi a um contribuinte que, pela quarta vez consecutiva, insistia pra eu liberar um alvará de funcionamento num local totalmente irregular. Depois de muito explicar as razões da minha posição desfavorável e indicar o caminho para solucionar os problemas em vão, perdi a paciência. A coisa mais “elegante” que eu disse foi perguntar se ele realmente “falava português”.

    Outra. Uns três anos atrás “estapeei” um ex patrão, que depois de mais de um ano de eu ter pedido demissão, me encontrou num supermecado. Depois de uma conversa amena, ele começou a me acusar de atos desonestos absurdos (como o de ter hakceado a conta bancária dele e fazer desvios), isso em tom de voz elevado de modo que todos estavam nos olhando. Tentei conversar calmamente e lhe trazer à razão. Mas ele falava cada vez mais alto e gesticulava feito boneco de posto de gasolina. Estávamos no caixa. Os óculos dele foram encontrados quebrados no estacionamento. Nunca me senti tão bem.

    Eu sei que o ideal é manter a calma, mas não sei se isso é saudável. Ao menos pra mim não é. Sempre que guardo um problema ou engulo um sapo, minha saúde piora. Geralmente contraio uma gripe ou infecção de garganta. Chego a ter dores na coluna. Ao contrário, depois de episódios como os que descrevi, minha pressão normaliza, fico calmo e sigo minha vida sem pensar mais no assunto.

    Comentário por Wesley — 2010/08/12 @ 10:51

  2. Tem passageiro que tira qualquer um do sério mesmo. Abre toda hora aquele maldito compartimento de mala de mão, fica no corredor exatamente quando os tripulantes vêm com o carrinho ou levanta apressadinho antes da parada total “de nossa aeronave”. Dá vontade de desovar o indivíduo pelo tobogã. A alguns pés.

    Vai daí que nosso bom Steven chutou o balde. Gota d’água. Só faltou cantar glorioso “I did it myyyyyy way”… Ui.

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/08/12 @ 14:37

  3. Quando estou nervosa, eu como, eu como, eu como…

    Comentário por picida ribeiro — 2010/08/12 @ 23:59


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: