O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/08/03

É O QUE LHE PARECE

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 10:36

No ano passado comentamos aqui sobre o “Museu do Uso Não-Intencional”, um blog que reunia fotos de objetos sendo utilizados para funções que não eram as suas primordiais, como privadas antigas ou chaleiras fazendo as vezes de vaso para flores ou faca de churrasco servindo como chave-de-fenda.
A criatividade das pessoas não tem limite, assim como o gosto duvidoso quando o assunto é a decoração de uma casa. Vale tanto usar CDs velhos para enfeitar a árvore de Natal como misturar almofada de chita com cortina xadrez. O arremate é o cachorro espelhado como globo de boate na porta da sala. Xique no úrtimo.
Quem quiser compartilhar detalhes da decoração de sua casa pode visitar o blog “Crap at My Parent´s House” (“Porcaria na Casa dos Meus Pais”).
Joel Dovev, um comediante que mora em Nova York, teve a ideia ao visitar os pais, que vivem perto de Boston. Logo que entrou, viu uma toalhinha com objetos judaicos como um dreidel (pião de quatro lados) e uma menorah (castiçal). Depois, notou uma maquete de um navio pirata e pensou: “Será que nós somos piratas judeus?”.
Em vez de buscar na árvore genealógica mais evidências de sua ascendência kosher, ele decidiu criar o blog.
“A ideia é prestar uma homenagem a todas as coisas estranhas que os pais de todo mundo têm. Por favor, ajude o projeto mandando tudo o que você considera engraçado, estranho, esquisito, único, absurdo, ridículo ou simplesmente aterrorizante”, diz ele.
Dovev lançou o site em junho e desde então tem recebido entre 20 e 50 fotos por dia.
Mas, segundo ele, mais importante do que o sucesso da página foi descobrir o quanto seus pais são normais.
O blog de Dovev me fez voltar no tempo. Lembrei-me da casa da minha avó materna e creio que ela renderia duas boas contribuições ao “Crap at My Parent´s House”.
Além de uma incrível fruteira com bananas, maçãs e até uvas de plástico havia o brinquedinho preferido do meu avô: um pinguim-paliteiro. Bastava pressionar o pescoço dele para baixo que uma gaveta se abria trazendo o palito. Almoço sem o pinguim-paliteiro não era almoço.
Consegui uma foto do bicho:

Visitem o site AQUI

Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.