O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/07/19

A LENTE DA VERDADE

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 09:03

O jornalista Brett Arends, do “Wall Street Journal”, escreveu uma reportagem para nos abrir os olhos. Sem trocadilhos.
Segundo ele, óculos escuros de marcas famosas são um grande negócio. Mas estas marcas caras valem o preço? Elas são, de fato, melhores do que óculos de 25 dólares vendidos nas farmácias? E ele nos dá seis motivos para pensarmos duas vezes antes de gastarmos os tubos:

1) A maioria dos óculos são fabricados pela mesma empresa. “Você prefere a qualidade do Ray-Ban ao Oakley? Pensa que um Bulgari é melhor do que um Dolce & Gabbana? Ou que um Salvatore Ferragamo é melhor do que um Prada? Acorde. Todos eles são feitos pela mesma Luxottica, uma empresa italiana”, diz a matéria. Ela também produz para Burberry, Chanel, Polo Ralph Lauren, Paul Smith, Stella McCartney, Tiffany, Versace, Vogue, Persol, Miu Miu, Tory Burch e Donna Karan.
“Nós produzimos 70% de todas elas em nossas fábricas na Itália e um pouco na América e na China. Fazemos o design, a produção e o marketing”, diz o porta-voz da Luxottica, Luca Biondolillo. A companhia trabalha em parceria com os respectivos designers de cada marca, mas a Luxottica também tem suas marcas próprias: Ray-Ban, Oakley, Oliver Peoples e REVO.

2) Em muitos casos, é a própria companhia quem lhe vende os óculos. A Luxottica é dona da LensCrafters, da Pearle Vision e da Sunglass Hut. “Este é um exemplo radical da integração vertical: o oftalmologista que diz que você precisa de um novo par de óculos, o vendedor que o ajuda a escolher um e as pessoas que o desenham pertencem à mesma empresa.

3) Os lucros são tão grandes quanto parecem. O preço reflete o valor dos materiais e do trabalho, mas também considera as marcas, o marketing e quanto os consumidores são capazes de pagar. A Luxottica diz que consegue um lucro de 64 centavos por dólar em cada óculos.

4) Estes óculos caros não são melhores para os seus olhos. “Os de 300 dólares não são melhores para a visão do que os de 100, exceto pelo fato de serem mais bonitos e terem uma grande marca associada a eles”, diz um oftalmologista entrevistado.
“Uma parte significativa do que você paga não é pela qualidade das lentes, é pela marca”, explica o dr. Reza Dana, diretor responsável pelas cirurgias de córnea da Enfermaria de Olho e Ouvido de Massachusetts. Ele também ressalta que lentes com proteção contra os raios ultravioleta não envolvem uma tecnologia tão cara assim.

5) Óculos de farmácia não são as piores coisas do mundo. “A principal razão pela qual as pessoas usam óculos é bloquear a luz do sol”, diz o dr. Dana, “e sob esse ponto de vista, óculos baratos funcionam perfeitamente”.

6) Estes óculos realmente lhe custam mais do que você imagina. Pessoas que gostam de itens de design querem a última moda todo ano. Sem falar que eles podem ser perdidos, sofrerem arranhões na praia ou alguém sentar em cima deles. “Pessoalmente tenho considerado tratar óculos como algo descartável”, conclui o jornalista.

Eu também.

Anúncios

6 Comentários »

  1. SEmpre acreditei nisso. Adoro os meus da 25 de março!

    Comentário por picida ribeiro — 2010/07/19 @ 10:01

  2. Apenas em relação aos óculos é importante lembrar que, nem todo produto tem de fato a tal proteção contra os raios UVA E UVB. Então é necessário certificar-se disso antes de comprar, seja lá qual for o preço.

    Quanto a questão da “grife”, isso é assim em muitos outros casos. Alguns anos atrás eu prestava serviço num shoping da minha cidade. Um dia encontrei numa loja de bairro, roupas tão parecidas com algumas vistas nesse shoping e perguntei para o proprietário a razão da semelhança. Ele respondeu que era ele quem fabricava as roupas. A diferença era o preço. No shoping, com a etiqueta de grife, o preço custava 300% mais caro.

    Comentário por Wesley — 2010/07/19 @ 15:06

  3. Oi Tati.
    Precisei por os óculos de aumento (20 paus na farmácia aqui perto – e achei caro) para ler uma matéria que bem se aplica a outras coisas, como peças de vestuário e acessórios de moda, artigos de papelaria etc. P/ ex., quando D. Dasluzete entrou em cana por sonegação, achei muito engraçado que as coisas “importadas” e “exclusivas” que a classe “chic” pagava 5 ou 6 mil reais pra ela custavam 15 dólares nos States. Claro, não vamos tirar o glamour de tudo; o que seria do Stradivarius, da Mont Blanc, da Harley Davidson e da Ferrari se não fosse o mito? Mas…
    Bjão, ótima semana!
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2010/07/19 @ 16:23

  4. A situação é delicada, porque até no supermercado vende oculos de sol bem baratinho.

    Comentário por Juventino — 2010/07/19 @ 19:43

  5. Adh disse tudo! Nem um ponto a mais.

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/07/19 @ 20:48

  6. Como já tive óculos de grau caros e baratos, posso dizer: meu Ray-Ban com armação de titânio vale o que paguei por ele, pois é leve e bastante resistente. Ainda não achei similares.

    Comentário por Ricardo Rezende — 2010/07/19 @ 21:34


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: