O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/07/06

PEGA-RAPAZ

Filed under: Absurdos nossos de cada dia — trezende @ 10:16

Os iranianos têm vários motivos para se sentirem a mosca do cocô do cavalo do bandido. É preciso ter muita fé ou frieza para tolerar tanta sanção.
Paradoxalmente, uma das características que os cidadãos não podem alardear é que são cabeça-feita. Agora, até os cortes de cabelo masculinos são regulamentados.
Numa tentativa de livrar o país dos “cortes de cabelo decadentes do oeste”, o ministro da Cultura e Islamismo do Irã acaba de lançar um catálogo com os penteados que estão dentro das normas do governo.
Nada de “mullets”, rabos-de-cavalo ou repicados muito elaborados. Um tapa com gel é permitido – desde que em pequena quantidade –, bem como topetes e costeletas à la Elvis.
“Os estilos são inspirados na nossa cor de pele, cultura, religião e leis islâmicas”, disse Jaleh Khodayar, que é o responsável pelo “Modesty and Veil Festival” – uma espécie de “hair show” que vai acontecer este mês em Teerã.
Como tudo por lá é bem democrático, recentemente várias barbearias foram fechadas e penalizadas por oferecerem “cortes do oeste”.
Além de prenderem mulheres vestidas com golas baixas ou echarpes de cabeça muito finas, a polícia iraniana leva para o xadrez homens com cabelos espetados e calças jeans apertadinhas. Gravatas também são encaradas como símbolos da decadência do oeste.
Religiosos conservadores pedem ações firmes sobre os que usam “roupas não-islâmicas” e criticam o presidente Mahmoud Ahmadinejad – que no mês passado se declarou contrário às medidas duras em relação aos que se vestem de forma considerada impura.
Há algumas semanas, um líder religioso de Teerã chegou a dizer que mulheres são as responsáveis por desastres naturais. Hojjat ol-eslam Kazem Sediqi falou: “Muitas que não se vestem modestamente levam os homens jovens para o mau caminho e espalham o adultério pela sociedade, o que aumenta o número de terremotos”.
Fica explicada então a tenebrosa enchente no nosso Nordeste. São os deuses castigando o povo pela dança da garrafa, da manivela, do vampiro e tantas outras – geralmente realizadas em trajes nada puros.

Anúncios

8 Comentários »

  1. Buenos dias…
    E os terremotos na África, que tragaram Brasil e Argentina? Acho que cada povo tem o governo que merece, isso vale pra todos… Não conheço suficientemente a cultura de lá pra criticar ou aplaudir a iniciativa, mas legislar sobre o cabelo… Não é falta do que fazer? Se um barbeiro mais desavisado “escorregar” na tesoura pode ser considerado um opositor do regime?
    Vixe!
    Bjão,
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2010/07/06 @ 10:32

  2. Bem que o lance das danças nordestinas podia ser verdade… ou pelo menos ser acreditado por quem espalha esse tipo de música.

    Comentário por Felipe Nasca — 2010/07/06 @ 11:47

  3. Bem..se as costeletas a “la Elvis” são permitidas, até certo ponto, então eles esqueceram que o mesmo foi o REI do TCHAN??? O Rei do rebolado, que tinha as cenas da cintura para baixo cortadas pela censura..rs
    Pois é…e a gente reclama do Brasil!!! Viva o REBOLAXION!!! Não basta a violência física, para este povo tem que ter a violência moral, que tristeza! É revoltante como um povo aceita certas coisas, bem, nós brasileiros aceitamos umas…eles outras, e assim caminha a humanidade!

    Comentário por Dani Vantini — 2010/07/06 @ 13:02

  4. Minha querida amiga Tati, esse povo vive muito preso aos preconceitos religiosos, mas, no fundo no fundo, eles morrem de inveja dos nossos costumes. Quanto as enchentes no nordeste, eu acho que alguém por lá, dançou foi a dança da chuva,que tudo termine bem, com a paz de Deus.

    forte abraço

    Comentário por caurosa — 2010/07/06 @ 14:23

  5. Mulheres sempre fizeram o chão tremer… Remonta a tempos imemoriais. HEHE!
    A dança que provoca enchentes – AFANA AFANA – não vem dos deuses. Vem de Brasília mesmo.
    Quer dizer que companheiro Ahmadinejad pediu para aliviarem “regras”? É nisso que dá frequentar festa estranha com gente esquisita…

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/07/06 @ 14:53

  6. Isso não é nada. Há uns dois anos ou mais, li na Folha de São Paulo, um caso dos mais bizarros. Dois jovens foram acusados, sem provas, de abusar sexualmente de um outro rapaz. O julgamento sumário foi seguido da pena capital, acrescida antes, de vinte chicotadas no lombo.

    Já a vítima foi, juntamente com os “malfeitores” (garotos menores de dezesseis anos) condenada à morte também. Só foi polpada das chicotadas. Ambos foram pendurados pelo pescoço em praça pública.

    No texto de ontem, “Homus Gastronomicus”, o assunto era a “evolução humana”. Geneticamente estamos menos de 1% distantes do chimpanzés. Diante disso e do disposto acima, eu perguntaria o quanto falta para efetivamente nos tranformarmos em “humanos”. Eu diria que falta muito. E não me refiro somente ao povo Iraniano ou à religião islâmica. Não raro aparecem na internet vídeos de todos os lugares do mundo, mostrando linchamentos, canibalismo, crianças em latas de lixo, entre outras barbáries.

    Um amigo meu, veterinário, conviveu com chimpanzés em um zoológico. Depois de um tempo, disse ele, a sensação era de que eles, os primatas, eram como “‘caras’ presos numa jaula”. Segundo me disse, o comportamento deles é tão parecido com o nosso, que muitos dos humanos passariam por macacos e muitos macacos passariam por humanos.

    “Humanidade” pode não passar de um conceito inventado por nós e aplicado arbitrariamente. A evolução do homem começou, sim, mas só o primeiro passo foi dado. Diante de nós há ainda um imenso caminho à percorrer.

    Comentário por Wesley — 2010/07/06 @ 15:27

  7. Terremoto foi o aumento das tarifas nos pedágios das estradas,é de ficar com os cabelos em pé.

    Comentário por Juventino — 2010/07/06 @ 19:23

  8. Esse governo radical gosta de tesourar tudo mesmo, hein?

    Comentário por Ricardo Rezende — 2010/07/06 @ 21:24


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: