O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/06/27

DIZEM POR AÍ

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 09:58

A delicadeza de Dunga com a imprensa já rendeu uma série de comentários e piadas Brasil afora. Desta vez, no entanto, a análise sobre o comportamento de nosso capitão vem de fora.
O “Asylum” – um dos inúmeros sites que servem de fonte para este blog – publicou o seguinte texto: “6 World Cup Coaches Who Look Like James Bond Villains” (“Seis Técnicos da Copa que se Parecem com os Vilões dos Filmes de James Bond”). E, claro, Dunga está na lista.
Segundo o site, mesmo quem não é fanático por futebol pode se divertir com a Copa. Os americanos, por exemplo, usam o torneiro como desculpa para tomar cerveja antes do meio-dia.
A exceção é a abundância de técnicos estranhos e aterrorizantes.
“Por algum motivo – possivelmente uma combinação de atletas de alta costura, fumantes inveterados, portadores de um egocentrismo de olhar penetrante e cortes de cabelo malucos – os técnicos de futebol dão a impressão de que precisam ficar escondidos em ilhas fortificadas se preparando para liberar raios mortais se suas ordens não forem atendidas.
O ‘Asylum’ separou seis chefes de equipe cujos looks estravagantes competem por um papel em 007. A tarefa de vocês é se imaginarem correndo de shorts e obedecendo às ordens deles”:

1. Pim Verbeek (Austrália)
“O holandês é o exemplo perfeito de uma raça de técnicos-atiradores que terminam distante das linhas do mundo do futebol. Ele não apenas lidera os australianos de “bota-pesada” – que destroem o que encontram pelo caminho – como tem o maior número de profissionais de saco cheio que causam dor por razões comerciais. Além disso, há algo de inquietante sobre o nome ‘Pim’”

2. Diego Maradona (Argentina)
“Maradona é não só o melhor jogador de todos os tempos como também é o que de fato vive como um vilão do James Bond na vida real. Ele sai com Fidel Castro? Claro. Passa em cima de repórteres com seu Mini Cooper? Sim. Com sua personalidade grave e extrema, Maradona irá conduzir a talentosa Argentina à imortalidade do futebol ou ao primeiro degrau da mais fracassada e exibicionista Copa da História. De qualquer forma, mullets e barba de lobo são o canal!”

3. Dunga
“Assim como Pelé, Ronaldo e outras adoráveis lendas do futebol de alto nível do Brasil, Dunga usa apenas um nome – e a semelhança com os demais termina aí. Conhecido como um cara duro e sem papo furado durante sua carreira como jogador, seu topete tirânico provocou controvérsias ao remodelar a escalação da Seleção. Em outras palavras, ele planeja comandar seu time como naquele filme violento no Rio, o “Cidade de Deus”. Como alguém pode sambar com um biquini desses?”

4. Matjaz Kek (Slovenia)
Além do fato de “Matjaz Kek” ser o único a ter um nome verdadeiro de vilão de James Bond, o esloveno – que tem a forma de um bolinho de massa cozido – se parece com o que deveria ser o protagonista de um excêntrico movimento político pós-Iugoslávia. Este é o rosto ideal para figurar em outdoors de 15 metros de altura”

5. Bob Bradley (Estados Unidos)
“Nós podemos até não ter o mais glorioso dos pedigrees futebolísticos, mas podemos ter orgulho de ter produzido o mais esquelético e enervante técnico da Copa de 2010. A cabeça tosquiada, o semblante ossudo e gelado, o olhar impenetrável e concentrado de Bradley são as únicas vantagens competitivas do time norte-americano. Porque ele literalmente congela a alma dos adversários”

6. Kim Jong-Hun (Coreia do Norte)
“Vamos assumir que este cavalheiro não é parente direto do carismático e intrigante líder da República Democrática da Coreia – quando o assunto é a Coreia do Norte você nunca pode ter certeza. O bobo cartão internacional da diplomacia nuclear é também o mistério da Copa. Escalado para enfrentar potências como Brasil e Portugal no ‘Grupo da Morte’, é bem provável que o time de jogadores desconhecidos e sem a mínima experiência internacional seja destruído. Por outro lado, eles têm o ‘espírito da autoconfiança’ a seu lado e também alguns ‘incentivos’ para jogarem bem”.

Anúncios

5 Comentários »

  1. Interessante esse caso do Dunga. Apesar da grosseria, eu não o condeno. Não é preciso ser ligado em futebol para perceber como a ironia, o sarcasmo, as piadinhas infames, a língua venenosa e as farpas imperam (ainda que não absolutas) entre os veículos jornalísticos que tratam de futebol (especialmente os da TV). Se Dunga está fazendo papel de Zangado, quem sabe a imprensa esportiva esteja fazendo papel de Rainha Má? Não sei… só lembro que o Zangado era antipático mas mocinho na história, enquanto a Rainha Má sempre se mostrava como uma simpática velhinha… para certas coisas, simpatia pode não valer muito, né?

    Mas é tudo hipótese, e como dizem “hipótese é quando você pega algo que não é e finge que é para ver como seria se fosse”. É uma questão muito boba para ser levada tão a sério. Aliás, não seria assim se a “aviltada” não fosse a magnânima Rede Globo de televisão, contra a qual não tenho nada em especial, assim como também não tenho a favor.

    Legal é que tanto se critica a grosseria, mas as reações à resposta hipergrosseira do técnico a um repórter Argentino foram quase de louvor… a rivalidade com “los hermanos” suplanta essa vontade midiática de que os técnicos sejam Ursinhos Carinhosos, não? ^^

    Mas não é que o comentário sobre o técnico da Coreia do Norte lembra de novo a Globo? O Marcos Uchôa ficou tão indignado pela recusa da seleção em falar com a imprensa que foi bastante irônico e sarcástico ao chamar os jogadores de “focas amestradas”. Opa… peraí? Sarcasmo e ironia… não foi isso que o Tadeu Schmidt, colega de emissora do Marcos Uchôa, criticou no Dunga? Como diria um célebre personagem daquele seriado exibido pela emissora concorrente, “Que coisa, não?”.

    Bom, o Asylum ao menos parece ter uma leve noção de que os jogadores norte-coreanos devem viver sobre uma pressão desgraçada. Ou alguém acha que o Kim Jong-il vai dar tapinhas nas costas deles para consolá-los da derrota? Só não param para pensar que o técnico pode ser igualmente vítima. E ainda são muito legais ao sugerir o parentesco entre eles. Será que há uma concorrência fraternal nas eleições presidenciais? Luiz Inácio Lula da SILVA… Marina SILVA… devem ser irmãos, né?

    Às vezes, comentários da imprensa sobre esportes podem ser tão ou mais engraçados que os de jogadores fanáticos com complexo de técnico, hahaha

    Comentário por Felipe Nasca — 2010/06/27 @ 13:41

  2. Na realidade isto é uma midia temporaria aonde os mais afoitos aparecem e se concretizam por alguns cruéis minutos televisiveis.

    Comentário por Juventino — 2010/06/27 @ 18:08

  3. Mudando o foco dos comentários, agora poderiam fazer um perfil dos técnicos mais “mandrakes”, para não deixarmos os ‘treineiros’ italianos da Itália e da Inglaterra com inveja dos coleguinhas vilões, que tal?!
    Ok, foi só uma sugestão…
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2010/06/29 @ 16:51

  4. O Dunga sempre foi vítima da imprensa. Enquanto jogador, um período de fracassos levou seu nome: “era Dunga”. E enquanto técnico da seleção brasileira, ele é a melhor pessoa para escalar a equipe. Se não fosse assim, contratariam o técnico apenas na véspera do primeiro jogo, depois da escalação já ter sido feita pelos “Galvões”.

    Mas o motivo maior da briga da imprensa com o Dunga foi que ele cortou as mordomias. Dependesse só da mídia, os jogadores ficariam as 24 horas do dia à disposição deles, pra fotos, entrevistas, participações em programas matutinos… Houve um tempo, principalmente nas vésperas de mundiais, que toda piranha loura e morena (Carla Perez, Luma de Oliveira, etc) queria ser a “musa” da seleção. E a imprensa apoiava e faziam festas e todo mundo via. Quem ganhava com isso? As piranhas. Elas iam para as revistas mostrar suas bundas e ganhar uns dinheiros.

    Copa do mundo é coisa muito séria e não permite erros. Concentração é fundamental. Dunga fez muito bem em isolar a equipe do assédio da imprensa. A mídia terá muito tempo e material pra mostrar, tanto se ganharmos quanto se perdermos. Eles podem esperar.

    Só pra não cometer um erro, de todas as mulheres que foram “musas” da seleção, a única que de fato foi é Fátima Bernardes. Bela mulher, esposa, jornalista competente, é uma das poucas que admiro por se distanciar tanto das demais, quanto distante está o melhor vinho da água mais suja.

    Comentário por Wesley — 2010/06/29 @ 22:35

  5. os americanos colocaram o maradona como o melhor jogador jogador da historia?

    Comentário por beto — 2010/07/04 @ 12:41


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: