O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/06/02

É TUDO VERDADE

Filed under: Diário de bordo — trezende @ 11:09

Vitrine da Magnolia Bakery

No capítulo final da jornada novaiorquina, algumas impressões sobre a cidade e os hábitos dos moradores.
De antemão, reconheço que soa meio repetitivo citar novamente os filmes, mas o faço porque eles são absolutamente verossímeis.
No texto sobre o Central Park mencionei que os piqueniques e as comemorações de aniversário sob as árvores são uma realidade na vida dos novaiorquinos.
Pois encontrei várias outras cenas de cinema – as mais clássicas talvez: 1) Policiais tomando café e comendo bagel. 2) Fumacinhas saindo de bueiros. 3) Ruas de Chinatown sujas e aparentemente fedidas. 4) Gente saboreando seu café ou chocolate quente dentro do metrô. 5) Engravatado com um saquinho (pardo) de comida na mão correndo para pegar o trem parado na estação. 6) Um judeu ortodoxo sentado entre uma indiana e um típico morador do Harlem.
Como diria Orson Welles, “It´s All True”.
Eles de fato comem muito na rua. Do hábito ou da necessidade dos moradores surgiram milhares de barraquinhas e carrinhos “gastronômicos”. A variedade das ofertas é diretamente proporcional à mistureba de nacionalidades que compõe a cidade.
Os ambulantes oferecem desde os tradicionais pretzels, bagels, cupcakes e sorvetes de casquinha, passando por cachorro-quente – que é apenas o pão com salsicha, sem maionese, batata-palha, purê ou milho verde – até opções mais elaboradas como pratos chineses e mexicanos que repousam  sobre a chapa o dia inteiro no melhor estilo linguiças da 25 de Março.
E como gostam de cupcakes! Há várias lojas que se autodenominam “The best cupcakes in NYC”. As vitrines são tentadoras, mas a que nos leva a nos comportarmos como cães diante de fornos de frango assado é a “Magnolia Bakery”. Culpa das confeiteiras, que preparam a cobertura dos bolos na vitrine, de frente para a calçada, e nos transformam em legítimos “voyeurs”.
As porções são generosas e a comida não é cara. Um ótimo exemplo é a “Deli Katz´s” – restaurante que se tornou famoso por causa da cena de “Harry & Sally”. No salão amplo e lotado, os funcionários se desdobram para dar conta de abastacer a gordura trans das mesas.
Apesar da orgia gastronômica, vi pouquíssimos gordos. Pelo menos para os novaiorquinos a obesidade não é um bicho-papão.
Por falar em bicho, uma visita inesperada enquanto aguardava o trem no metrô “Penn Station”: uma lépida ratazana saída não-sei-de-onde passou a poucos centímetros do meu pé.
Cena surreal. Esta os filmes não mostram…

Vejam algumas fotos AQUI

Anúncios

6 Comentários »

  1. Eu sei que escrever um livro sobre viagens pode parecer uma ideia nada original, muita gente já fez isso. Mas a forma como voce o faz é diferente. Eu “enxergo” tudo que voce escreve, sinto até o cheiro.
    Pense em lançar um livro sobre isso… Ou sobre cinema… ou sobre politica…rsrs
    Na realidade gosto muito de tudo que vc escreve!!!

    Comentário por picida ribeiro — 2010/06/02 @ 11:33

  2. Tati, outro dia saiu uma enorme foto de Obama discursando e uma ratazana passando aos pés dele. Batizaram a dita de GAL (iniciais do trio calafrio).

    Picida, falaste e disseste.

    Beijocas.

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/06/02 @ 15:50

  3. Nós estamos acostumados com carrinhos e barraquinhas,mas imagine um gravatinha andando na Paulista saboreando milho cozido.

    Comentário por Juventino — 2010/06/02 @ 19:19

  4. Tati, parabens pelas cenas muito bem obsevadas e capturadas! A Magnolia Bakery e a Crumbs sao as mais famosas para os cupcakes e como sao bons!! Eles sao uma refeicao, alem de ser lindos. Aqui aniversario pede cupcake obrigatoriamente. Apesar de todas as guloseimas disponiveis, novaiorquino adora uma salada tambem. Voce percebeu quantos locais com salad bar?! E como toda cidade em que as pessoas sao obcecadas por beleza, todos vivem em dieta e querendo ser esbeltos e sarados.
    P.S.: pena que nao nos encontramos por aqui, mas vejo que voce se divertiu e curtiu muito. Beijos.

    Comentário por Angelica — 2010/06/05 @ 00:20

  5. Com os pés doendo de tanto andar, me sentei em um banco do Madison Square Park justamente na hora do almoço. Senhores de terno e tênis faziam sua caminhada segurando sacos de papel contendo algo parecido com baguetes, mordendo e andando, andando e mordendo. Senhoras de taileur e tênis, depois de caminhada mais leve, fofocavam e comiam suas saladas em embalagens plásticas sob as sombras das árvores. Famílias com crianças estendiam toalhas nas alamedas de concreto e comiam hamburgueres com batatas fritas. Os esquilos, curiosíssimos, chegavam bem perto, talvez atraidos pelos cheiros. E eu me divertindo, achando aquilo o máximo…

    Comentário por Fernando — 2010/06/07 @ 10:45

  6. Olha, amei!! E posso te garantir, aqui na Califórnia as coisas também são beem parecidas ;)

    Comentário por Isabela — 2010/06/07 @ 15:42


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: