O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/04/04

QUERIDO CIDADÃO

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 09:13

Lula já declarou uma série de vezes que não gosta de ler – principalmente livros, que são “chatos”.
Como cada povo tem o líder que merece, Obama é autor de pelo menos três obras e também lê e responde pessoalmente algumas das cartas que lhes são enviadas através da caixa postal da Casa Branca.
O correio de Obama foi tema de uma reportagem publicada na semana passada pelo jornal “The Washington Post”: “For a look outside presidential bubble, Obama reads 10 personal letters each day” (“Para ter um olhar além da bolha presidencial, Obama lê dez cartas por dia”).
Um assistente pessoal conta que desde que Obama solicitou uma amostra das correspondências em seu segundo dia de mandato, as cartas se tornaram um alimento básico para ele.
Algumas Obama lê em voz alta para Michelle e outras distribui para o staff que o acompanha nas viagens a bordo do “Air Force One”.
Os assuntos das missivas são variados: há estudantes pedindo ajuda no dever de casa e cidadãos clamando por emprego ou plano de saúde. Num discurso recente, Obama disse que cerca de metade o chama de idiota.
Todos os dias, 20 mil cartas e emails são enviados ao presidente. Diante da demanda, há um escritório exclusivo para tratar das correspondências.
Centenas de voluntários e uma equipe da própria Casa Branca dividem o material em categorias antes de dez cartas serem escolhidas por um assistente pessoal do presidente – todas elas são analisadas para detecção de possíveis ameaças.
Os encarregados dizem que o mais difícil é a triagem por assunto. São 70 pastas com tags como “Aquecimento Global”, “Fé e Política”, “Pena de Morte”, “Darfur”, “H1N1”, “Irã” e “Preço dos Combustíveis”.
No mês de fevereiro, mais da metade das correspondências era sobre a reforma do sistema de saúde. Em novembro, sobre a guerra no Afeganistão.
Obama prefere as cartas escritas a mão – ele crê que são mais amáveis e o conteúdo é sempre melhor.
Cerca de 20% é de americanos querendo a felicitação presidencial pelo nascimento de um bebê, pela aposentadoria de um militar ou por um aniversário. Dentre estes, os que têm entre 80 e 99 anos sonham com um cartão de aniversário.
A mensagem assinada por Obama e pela primeira-dama diz: “Você já testemunhou grandes acontecimentos na história de nossa nação e sua vida representa uma importante parte da história da América”.
Cartas de crianças recebem também uma foto de “Bo”, o cão presidencial, fazendo pose na grama da Casa Branca.
Obama responde – com sua própria caligrafia e numa folha amarela – entre 5 e 15 correspondências por semana – a maioria de críticos ponderados, militares veteranos e pessoas necessitadas que não perderam o otimismo.
Depois que as respostas estão prontas, o presidente as encaminha para o escritório novamente, onde são feitas cópias distribuídas a vários departamentos. Uma, por exemplo, segue para o arquivo – onde fica como relíquia – e outra chega às mãos da equipe que escreve os discursos presidenciais.
No mês de março, uma das cartas serviu de introdução para um discurso de Obama na Filadélfia. Outras cinco renderam a seus autores um convite para a participação na cerimônia de assinatura da nova legislação do sistema de saúde.
A atitude do presidente americano pode até ser vista como marqueteira ou comparada à sensação de um anão diante da Estátua da Liberdade, mas demonstra empenho, seriedade e boa vontade – elementos em falta por aqui.

Leiam a matéria completa neste link

Anúncios

10 Comentários »

  1. Se o Lula fizesse isso aqui seria acusado de “populismo”, XD!

    Comentário por Felipe "Morikawa" — 2010/04/04 @ 11:49

  2. Oee,
    Taí, uma boa esse negócio de ler cartas… Se a moda pega, quem sabe não teríamos políticos mais atentos aos problemas dos outros dos que aos próprios?
    Abç, Feliz Páscoa!
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2010/04/04 @ 11:56

  3. Além de não gostar de ler, Lula não teria tempo para responder cartas endereçadas a ele: o cara anda muito ocupado inaugurando obras de pouca expressão, lançando “Planos de Aceleração” e tentando emplacar o Chuck…

    Comentário por Ricardo Rezende — 2010/04/04 @ 12:43

  4. Bons demais!!! Esse post love letters straight from your heart (grande Obama!) e o Chuck do Ricardo.
    Correndo e pulando que nem coelha… uma Feliz Páscoa, Tati!

    Beijocas!

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/04/04 @ 15:19

  5. Minha brilhante amiga Tati, realmente, não dá para comparar os dois nobres “mandatários”. Água do tietê e vinho do porto.

    Forte abraço e uma santa páscoa,

    forte abraço

    C@urosa

    Comentário por Caurosa — 2010/04/04 @ 15:56

  6. Penso que ele so gosta de ler a parte do jornal aonde diz: crescimento nas pesquisas de sua popularidade…….absurdamente crescente.

    Comentário por Juventino — 2010/04/04 @ 16:13

  7. Acho boa a ideia do presidente americano de ler as correspondencias. SE LUla fizesse o mesmo veria que não é tão acima do bem ou mal como imagina.
    Chuck do Ricardo…rsrs

    Comentário por picida ribeiro — 2010/04/05 @ 09:07

  8. Concordo com você, Felipe Morikawa! Talvez ele e a equipe até leiam e respondam missivas, mas nunca tenham alardeado o fato. De todo modo, o presidente estadunidense merece o reconhecimento pela iniciativa.
    Quanto a não gostar de ler livros, é realmente lamentável, mas a origem de milhões de brasileiros – inclusive do nosso mandatário – ajuda muito a explicar esse fenômeno. Aliás, tenho uma multidão de Alunos e Alunas com origens muito mais favoráveis e que preferem qualquer coisa à leitura.
    Um abraço a todos,

    Eduardo.

    P.S.: “Chuck” me parece pesado demais – principalmente por se tratar de uma mulher. Soa deselegante. Ainda assim, é melhor que o “Sr. Burns”, que nunca cumpre um mandato do executivo sequer e ainda torra dinheiro paulista em autopromoção (auto-promoção?) em outras unidades da federação, como Brasília e Paraná. (Propaganda da Sabesp no DF, acreditam nisso?)
    Vergonha…

    Comentário por Eduardo Magera — 2010/04/05 @ 12:46

  9. Como vivemos num regime democrático, não acho deselegante fazer caricatura de políticos comparando a Dilma ao Chuck, da mesma forma que não é cruel comparar o Serra ao Sr. Burns.
    Meu temor é que o flerte dos petistas no comando com regimes ditadorias/populistas como o de Ahmadinejad, Chavez ou Evo Morales acabe colocando em risco a liberdade de imprensa e de expressão (vide o famigerado Decreto de Direitos Humanos). Já pensou se eu fosse emordaçado por esse comentário?

    Comentário por Ricardo Rezende — 2010/04/05 @ 14:10

  10. Caro Ricardo, (com sua licença, Tatiana!)
    Felizmente, vivemos num regime democrático e também faço o possível para preservá-lo.
    Vejo o PT flertando tanto com os regimes citados quanto com outros como os de EUA, França, Austrália… A intermediação de conflitos (Irã x comunidade internacional) é positiva, e conta a favor da diplomacia brasileira. Não defendo o autoritarismo de Cuba, China, Irã etc, e não vejo a menor possibilidade de o Brasil se encaminhar para isso.
    Preocupa-me, sim, a fachada de “bom-mocismo” presente no PSDB, que no entanto muda as leis de modo pouco democrático a seu bel-prazer, como no caso da reeleição de FHC, que assumiu seu primeiro mandato sabendo que não deveria permanecer mais de quatro anos no Palácio da Alvorada. Aliás, Lula sempre refutou acertadamente a ideia esdrúxula e temerária de um terceiro mandato.
    Quanto à liberdade de imprensa, o tema quase nunca é debatido de forma apropriada, pois a grande mídia esquece o significado da expressão “concessão pública” e se arroga o direito de manipular inescrupulosamente as situações – vide eleições de 1989, guerras dos EUA contra o Iraque e tratamento diferenciado dispensado aos dois candidatos que ora lideram as pesquisas presidenciais.
    Já a liberdade de expressão, essa é inquestionável, e você deve saber que tenho profundo respeito pessoal por você e suas opiniões, embora tenhamos significativas discordâncias – e eu jamais o censuraria por externar responsavelmente o que pensa! Perdoe-me se foi essa a impressão deixada pela mensagem anterior.
    E… parabéns, Tatiana: a iniciativa do presidente Obama é absolutamente exemplar, e deveria servir de modelo para a aproximação de todos os governos e seus respectivos povos.

    Comentário por Eduardo Magera — 2010/04/05 @ 17:23


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: