O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/02/12

LAS ISLAS BONITAS

Filed under: Diário de bordo — trezende @ 09:18

Tanto Isla Mujeres quanto Cozumel são lugares mais pacatos do que Playa del Carmen – mas nem por isso menos atraentes. Ambas oferecem opções para os que gostam de mergulhar e praticar snorkeling ou para quem pretende se hospedar em hotéis menos exuberantes do que os de Cancun.
Saindo da Praia das Tartarugas ou da Praia Linda, são apenas 25 minutos de ferryboat até Isla Mujeres, uma pequena e antiga vila de pescadores com sete quilômetros de extensão. Como a ilha é minúscula, a maioria dos turistas aluga carrinhos de golfe, bicicletas ou motos para explorá-la.
As principais atrações são o Parque Garrafón – com diversas atividades aquáticas –, a lindíssima praia de Punta Norte e a Punta Sur.
Neste lado sul há resquícios de um templo maia em homenagem a Ixchel – deusa da fertilidade, da razão, da Medicina e da Lua. No entanto, a visita às ruínas não vale a pena – principalmente depois de conferir o desbunde que é Chichén-Itzá e Tulum. Mais vantajoso é subir no farol e apreciar a paisagem da ilha.
Tudo em Isla Mujeres leva o nome “Mundaca”: locadora de carros Mundaca, imobiliária Mundaca, restaurante e bar Mundaca e por aí vai. O onipresente Mundaca é por causa do pirata espanhol homônimo que chegou à ilha no século 19 e construiu uma fazenda – a Vista Alegre – que ocupava cerca de 40% das terras do lugar.
No caminho de volta ao norte – onde está o centro e o píer – a dica é passar na Playa Tiburón (Praia do Tubarão) e fotografar os audaciosos turistas que nadam com alguns tubarões de cativeiro.
Já Cozumel – a 45 minutos de ferryboat a partir de Playa del Carmen –, é ponto de chegada de diversos transatlânticos, o que deixa o centrinho com aparência de 25 de Março e preços de Jardins. Portanto, a boa pedida é afastar-se dali.
As melhores praias estão do lado oposto ao do píer – Chen Rio, Punta Morena, Playa Bonita –, todas elas sem estrutura de grandes restaurantes porque são locais protegidos devido à desova de tartarugas-marinhas.
Assim como em Isla Mujeres, a deusa Ixchel era adorada pelos habitantes de Cozumel. Há três sítios arqueológicos na ilha – o maior deles está bem no centro, o de San Gervasio.
Se em Isla Mujeres é Mundaca quem nos persegue, em Cozumel o que assombra são as esculturas cintilantes por toda a orla. Focas, polvos, peixes e até tubarões purpurinados nos lembram a Sapucaí. E o pior: que do país da Sapucaí viemos e para lá retornaremos.

Amanhã, o último capítulo da saga mexicana.

Acima, pássaros curtem a brisa do mar de Cozumel

Vejam algumas fotos AQUI

Anúncios

2 Comentários »

  1. Minha cara amiga Tati, realmente, são belas e atraentes. Mais belo, só o nosso litoral.

    Forte abraço

    Caurosa

    Comentário por caurosa — 2010/02/12 @ 09:34

  2. Sete quilômetros de tranquilidade

    Comentário por Juventino — 2010/02/12 @ 10:26


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: