O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2009/11/09

FASHION WEEK

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 07:37

emobama

tuxedoNa semana passada o episódio envolvendo a universitária do vestido pink mobilizou a sociedade e dominou o noticiário.
Coincidentemente o jornal “The New York Times” publicou neste final de semana uma reportagem sobre o código da moda entre os estudantes americanos.
Sob o título de “Can a Boy Wear a Skirt to School?” (“Um menino pode ir à escola de saia?”) a matéria fala que a maneira como os estudantes têm se vestido está provocando confusão na cabeça dos educadores. As reações vão da indiferença ao aplauso.
De acordo com a reportagem, na semana passada um aluno de uma escola em Houston teve de voltar para casa após violar as regras do vestuário do colégio. Ele estava com uma peruca cujo comprimento ultrapassava o permitido: a gola da camiseta.
Em outubro, outro garoto do Estado da Georgia foi para casa mais cedo porque usava peruca, maquiagem e jeans skinny. Em agosto, foi a vez de uma menina do Mississippi enfrentar problemas por aparecer trajando um smoking. Vários outros exemplos são citados na reportagem.
Uma psicóloga ouvida pelo jornal diz que essa polêmica reflete a divisão de gerações. Os estudantes aceitam melhor a questão da ambiguidade e da diferença do que os adultos que elaboram as regras. “Esta geração está realmente desafiando as normas de gênero com as quais nós crescemos”, diz ela.
Todos os anos as escolas esperam reprimir essas atitudes através da proibição de quaisquer estilos que signifiquem filiação a gangues, orientação sexual ou uso de drogas.
Ainda de acordo com o jornal, ao tentar disciplinar o guarda-roupa dos alunos os educadores precisam levar em consideração políticas que não discriminem, fatores ligados à saúde mental, os padrões da comunidade, a falta de atenção que isso pode causar dentro da sala de aula e, principalmente, a segurança – em fevereiro do ano passado um menino foi baleado e morto por um colega porque usava bota de salto alto e maquiagem.
Existem 4.118 “gay-straight alliance clubs” em escolas do ensino médio nos Estados Unidos. Esses “clubes” são locais em que todos os estudantes podem conversar e pensar em estratégias para manter o campus seguro e solidário para os alunos homossexuais.
A questão do gênero também é presente no ensino elementar. Há inclusive sites para pais que têm filhos transgêneros, como o “Accepting Dad”.
No entanto, para alguns educadores, a escola não tem esse papel – ela é rigorosamente um ambiente acadêmico. Segundo os que defendem essa função do colégio, a autoexpressão precisa ser parcialmente limitada. Da mesma forma que acontece num ambiente de trabalho. Por isso, para evitar polêmicas, diversos diretores decidiram adotar o uniforme.
O fato é que uma das alegações deste grupo “conservador” joga uma pá de cal sobre o assunto: “Já é difícil fazer as crianças se concentrarem num algoritmo – mesmo que o colega ao lado esteja sem batom e cílios postiços”.
Um bom argumento vale mais do que vários mililitros de saliva desperdiçados.

E vocês, se fossem escolher uma fantasia para ir à faculdade ou ao trabalho, qual seria? Por quê?
Está no ar a promoção “Fashion Week”. Respondam e concorram a uma camiseta do filme “Distrito 9”. Respostas para o email tatianarezende@hotmail.com até o dia 16/11.

Anúncios

3 Comentários »

  1. Final dos anos 70 estudei a noite na Cidade Universitaria. A principio o guarda roupa era camiseta,calça jeans e tenis e/ou saias e batas ciganas, na linha hiponga.
    Dois anos depois, já ia na linha executiva: taillers e salto alto.
    Mas as preocupações eram outras, ninguem cuidava da roupa de ninguem.
    Agora o cumulo da hipocrisia essa história com a aluna do micro vestido. Num pais, onde o nu é permitido quase sempre, tanto escandalo por causa de vestido curto é demais.
    Mulher pelada, no Brasil é celebridade, ou Valeria Valensa era artista?

    Comentário por picida ribeiro — 2009/11/09 @ 11:27

  2. Na verdade , os valores tem mudado numa velocidade tão gande q algumas pessoas não conseguem acompanhar.
    Os educadores são algumas dessas pessoas.

    Comentário por Blog do Kuelho — 2009/11/10 @ 01:34

  3. No Brasil, se a saia for muito curta o estudante serah expulso da faculdade/colegio…

    Comentário por Vera — 2009/11/17 @ 03:21


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: