O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2009/10/28

O VILÃO ATACA NOVAMENTE

Filed under: Absurdos nossos de cada dia — trezende @ 08:31

breakfast

bocaEm meio a tantas notícias sobre violência e novas descobertas a respeito do perfil do usuário de crack, este blog está, desde ontem, em pausa para um café.
Menos de um dia após constatarmos os riscos causados por uma simples bolachinha recheada, ele, o biscoito, continua causando estragos. Desta vez, acusado de racismo.
Na Austrália, o “Creole Creams” – muito similar ao “Oreo” e aqui ao “Negresco” – foi removido das prateleiras de uma rede de supermercados australiana porque de acordo com o diretor de uma universidade de Queensland, ele “tem ecos de Nazismo”.
Segundo ele, “a palavra creole vem de um período em que a humanidade das pessoas era medida pela quantidade de sangue branco que tinham nas veias. É o mesmo pensamento que sustentou regimes como o Nazismo”.
Entretanto, a denominação “creole” passa longe do significado que o professor atribui a ela. Trata-se de um tipo de cozinha picante – originária do estado de Louisiana (EUA) – que mistura influências da Europa, África, Índia e das Américas Central e Latina.
“Creole” também pode se referir aos descendentes da aristocracia européia que eram descendentes de negros e europeus.
O porta-voz do supermercado declara que os biscoitos “Creole Creams” são vendidos há mais de três anos e nunca foram alvo de protestos. Apesar disso, ele não reconhece que o produto foi recolhido por causa das reclamações: “é parte de um processo de remodelagem da embalagem”.
Segundo o “Stuff.co.nz”, um site neo-zelandês de notícias, não é a primeira vez que a marca de uma guloseima causa reações indignadas.
Em 1995 a marca australiana “Fyna Foods” foi obrigada a trocar o titulo dos cigarrinhos de chocolate “Fags” (“Viados”) para “Fads”. Já em 2006, na Europa, a empresa holandesa “van der Breggen” teve de mudar o nome do biscoito de chocolate e marshmallow “Nigger Kisses” para “Buys Kisses”.
Estes sim engasgariam o professor-diretor australiano.

Anúncios

5 Comentários »

  1. Por isso que eu só fico na Passatempo (recheada). Rs

    Comentário por Renan — 2009/10/28 @ 17:00

  2. So os Argentinos criarem as bolachas ” macaquitos “

    Comentário por Juventino — 2009/10/28 @ 20:22

  3. Eu fico “incrível”!

    Esses últimos posts me obrigaram a cair de boca em bolachas engordativas…
    Tema para amanhã: maxixe e jiló.

    Beijocas na Tati.

    Comentário por Selma Barcellos — 2009/10/28 @ 20:48

  4. Em tempo: a troca do nome dos cigarrinhos de chocolate teve a mão de Requião.

    Beijocas.

    Comentário por Selma Barcellos — 2009/10/28 @ 22:35

  5. Para mim a marca que poderia ser (ou ter sido) passível de proibição no Brasil é o inofensivo Dip’n’Lik. Não por ser politicamente incorreto, mas por ser erótico demais para a criançada!
    Dip’n’Lik é uma forma compacta de se escrever “Dip and Lick”, que poderia ser traduzido como… Bem, deixa pra lá. :-)

    Comentário por Ricardo Rezende — 2009/10/28 @ 22:41


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: