O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2009/09/22

TONTOS DE AMOR

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 09:48

rollercoaster

alvoO parque temático de Alton Towers, em Staffordshire, na Inglaterra, está com uma programação para dar uma forcinha aos encalhados. Durante todo o mês de setembro está oferecendo um serviço de “speed date” (“primeiro encontro”) nas montanhas-russas.
Enquanto aguardam na fila, os pares são formados para caírem de amor em brinquedos com nomes sugestivos como “Rita”, “Spinball Whizzer” ou “Rainha da Velocidade”.
O parque batizou a ideia de “o encontro mais rápido do mundo” – até porque as piruetas duram apenas 49 segundos.
É provável que a inspiração tenha surgido de um estudo divulgado no ano passado e que não ganhou muito destaque na imprensa.
Durante uma palestra do Festival da Associação Britânica para o Avanço da Ciência, o psicólogo Richard Robinson revelou que situações perigosas e emocionantes podem aumentar os níveis de um tipo de hormônio – feniletilamina – que também é responsável por fazer as pessoas se apaixonarem à primeira vista.
Segundo ele, a feniletilamina causa uma sensação de alegria e excitação. Portanto, para fazer duas pessoas se apaixonarem a dica é levar o casal para um passeio numa montanha-russa.
A descarga deste hormônio imita os efeitos do amor. O único problema é que os níveis da feniletilamina caem rapidamente.
Se a notícia pós-pirueta não é muito animadora, quem sabe outra descoberta do psicólogo possa ser mais eficaz. Richard é autor de “Why the one you fancy never fancies you” (“Por que a pessoa de que você gosta nunca gosta de você”).
No livro ele defende a tese de que os parceiros se atraem pelo cheiro – este é o melhor indicador de que uma pessoa é geneticamente diferente da outra. E diz: “se você é honesta, não deveria depilar as axilas. Se quiser ser desonesta, use desodorante ou perfume”.
Mr. Robinson empenha-se em ajudar, mas está mesmo colocando areia nos sonhos de muita gente. Já imaginaram passar um dia num parque de diversões sem desodorante? Em menos de 49 segundos quaisquer possibilidades de “speed date” caem por terra.

P.S.: já enviou sua imagem para a promoção “O melhor uso não-intencional”? A melhor foto será premiada com uma camiseta do filme “Um Faz-de-Conta que Acontece”. Mandem uma foto para tatianarezende@hotmail.com até 5 de outubro.

Anúncios

8 Comentários »

  1. Axilas depiladas ou não,não há a menor chance de eu encontrar um amor numa momtanha russa. Nem por amor, nem por $$$ subo em uma!!!

    Comentário por picida ribeiro — 2009/09/22 @ 12:48

  2. Parece interessante! bjs

    Comentário por joyce — 2009/09/22 @ 15:01

  3. Não há feniletilamina que sobreviva a uma nhaca de responsa.
    Vamos combinar, Mr.Robinson. Enquanto o senhor fica aí teorizando besteirol, Mrs. Robinson saiu aprontando com o ninfeto cheirosinho… Take care.

    Beijocas.

    Comentário por Selma Barcellos — 2009/09/22 @ 15:13

  4. Prefiro ficar encalhada do que:
    1) Andar nessa ou em qualquer outra montanha russa. (nem com o Brad Pitt segurando a minha mão!)
    2) Ficar sem depilar ou usar desodorante nas axilas.

    Ah, francamente!

    Beijos.

    Comentário por lucy in the sky — 2009/09/22 @ 15:30

  5. O amor é ridículo. E esses romances de montanha russa são mais ridículos ainda. O amor não passa de uma desculpa que os homens usam pra comerem as mulheres que eles querem. E esse lance do cheiro só comprova o que acabei de falar.

    Comentário por Diana — 2009/09/22 @ 16:22

  6. Montanha russa…..to fora,procuro as perfumadas.

    Comentário por Juventino — 2009/09/22 @ 18:30

  7. Essa ideia me fez lembrar de duas músicas sensacionais, que falam de encontros em parques de diversões: “Tunnel of Love” (Dire Straits) e “Rusholme Ruffians” (The Smiths). Quando vejo uma roda gigante, sempre lembro das histórias relatadas nestas canções.
    Agora, ao ler o comentário da Diana, só posso lembrar de Righteous Brothers: “You’ve Lost That Loving Feeling”…

    Comentário por Ricardo Rezende — 2009/09/22 @ 22:20

  8. aha! descobri porque a cena do beijo apaixonado dos filmes de aventura sempre acontece no momento mais impróprio. e quando eles estão na selva, no deserto ou numa ilha – há dias sem um bom banho e uma gilete. agora ficou claro… são os hormônios!

    Comentário por Renata — 2009/09/23 @ 17:21


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: