O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2009/04/19

GUERRA QUENTE

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 08:23

muro2

muroNo colégio aprendemos que os burgos eram pequenas cidades protegidas por muralhas. Dentro delas residiam os comerciantes que mais tarde seriam chamados de burgueses.
Sobrevivemos ao bug do milênio, chegamos ao século 21 e podemos dizer que os favelados cariocas não guardam qualquer semelhança com os habitantes dos burgos, mas o governo do Rio está com um plano tão retrógrado que a ideia parece saída do século 12: erguer muros ao redor de diversas comunidades carentes da cidade.
Faltou avisar ao governador e aos idealizadores do projeto que se o objetivo é conter ou diminuir a violência, a medida será tão inócua como tentar extirpar um câncer tomando Epocler.
Não é hora para brincar de Lego. Enquanto nos trancamos em bunkers, os bandidos estão por aí tocando terror. Portanto, o mais indicado seria transformar o Rio de Janeiro num grande burgo. Que se construa a Grande Muralha da China antes que o Rio vire genérico da cidade medieval portuguesa Óbidos e seja batizado oficialmente de “Óbitos”.
A população carioca está dividida. Segundo pesquisa Datafolha, 47% são a favor e 44% contra. Independentemente da vontade dos cidadãos, no Morro Dona Marta as obras já começaram. E o governo estadual já fez licitação para construir seis quilômetros de concreto ao redor dos morros da Rocinha, Chácara do Céu e Pedra Branca.
No total, serão mais de 11 mil metros de muro para conter o surgimento de novas construções populares. O cerco erguido nas comunidades terá o mesmo padrão: será feito de concreto, com base em vergalhões de ferro e terá três metros de altura.
Que outra utilidade terão as paredes que não a de serem usadas como escudo pelos traficantes? Se derrubadas, darão ótimas trincheiras.
As construções já estão em curso e, ao que tudo indica, serão realidade. Sonhemos então para que num futuro muito distante o muro caia, os habitantes do lado ocidental conheçam familiares da parte oriental e do muro só sobrem pedaços que virarão relíquias de museu.

Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.