O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2009/04/10

NÉVOA INEVITÁVEL

Filed under: Entrevista — trezende @ 07:27

 

eyes

 

caramujo“Todo mundo terá catarata um dia”. Essa foi a má notícia dada pelo médico-oftalmologista Samuel Cukierman durante entrevista sobre “Visão, O Espelho D´Alma – A História da Catarata”.

Além de didático, o livro traz diversas curiosidades sobre um problema que leva cerca de 350 mil brasileiros por ano às salas de cirurgia.

A ironia fica por conta de Monet. O impressionista – um dos pintores mais celebrados do mundo – sofria de catarata nos dois olhos. Relutou em operar a vida inteira, até que se submeteu à cirurgia em uma das vistas. Recuperado, pôs os olhos em algumas de suas obras e não teve dúvidas: rasgou-as. Não era bem o que havia imaginado.

Já o médico português Pedro Hispano (Papa João 21), na tentativa de superar as limitações de seu tempo, bolou um colírio que curaria a catarata. Triturou ervas no vinho e diluiu tudo em urina de mulher virgem.

Até na Bíblia há registro de um milagre envolvendo a doença. Narra o episódio com um tal de Tobit. Após deitar embaixo de uma árvore e ser batizado por um cocô de pombinha, ficou cego. A cura teria vindo pelas próprias mãos da vítima. Ele coçou tanto os olhos que voltou a enxergar.

A explicação é que talvez ele tenha esfregado tanto que furou o cristalino e removeu a película do que poderia ser uma catarata.

A catarata é a doença que vai embaçando a visão até levar à cegueira. Tudo porque a lente que existe dentro de nosso olho, o cristalino, vai ficando suja como o vidro de uma janela quando atingimos 60 anos de idade.

A única saída é a cirurgia. A mais moderna atualmente consiste em abrir um furinho de menos de dois milímetros no cristalino e inserir uma lente multifocal.

Não é feitiçaria, é tecnologia. E mais cedo ou mais tarde todos vamos precisar dela.

 

Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.