O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2009/04/06

ENXURRADA SECA

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 13:36

 

tree

fish1A água – ou a falta dela – será um dos principais causadores de enxaqueca na humanidade. Num futuro não muito distante, vai ser artigo de luxo, como ouro, petróleo ou cabeça de bacalhau.
Apesar de iniciativas isoladas quanto à conscientização da população mundial para o problema, o que faltam são métodos alternativos para obter o líquido da vida. Água da chuva, do mar, das enchentes, do derretimento das geleiras e até reciclagem soam como opções razoáveis para uma leiga como eu.
A verdade é que se o Einstein aquático não surgir logo, nos transformaremos num bando de Cascões desidratados condenados ao caixão.
Dentre as ações que tomei conhecimento recentemente está o sistema “PlayPump”, que funciona em mais de 700 regiões africanas.
Os “PlayPump” são parques aquáticos por excelência. Instalados nas proximidades das escolas, é comandado por crianças em gira-giras. Conforme elas rodam, um sistema bombeia água limpa – localizada a cerca de sete metros do solo – para um tanque elevado com capacidade para 2.500 litros.
Os investidores – o governo norte-americano e empresas privadas – preveem 4.000 “PlayPumps” até 2010. Eles irão fornecer água limpa para cerca de 10 milhões de pessoas por toda a África, onde a cada 15 segundos uma criança morre por causa de doenças relacionadas às más condições sanitárias.
Uma estação de tratamento de água na Flórida lançou em seu blog uma ideia curiosa: a calculadora de uso de água. O lema: “comprometa-se a economizar 10% do seu uso. Se todos reduzirem o consumo, será possível poupar mais de 166 milhões de litros por dia”.
O cálculo leva em consideração o número de pessoas que habitam a residência, a quantidade de banhos, descargas da privada, água gasta para lavar as mãos, a louça, a roupa, escovar os dentes, regar o jardim ou encher a piscina.
O Departamento de Energia americano em parceria com a revista “Good” e outras organizações “verdes” realizaram um estudo sobre a quantidade de água consumida – direta ou indiretamente – por um indivíduo num dia. O resultado foi um gráfico muito interessante e bem ilustrado.
A surpresa é que os grandes vilões não são o banho ou a descarga, mas as carnes. Para que um suculento filé chegue à mesa são gastos quase 6 mil litros de água. Um franguinho? Mais de mil litros. Um ovinho frito? Cerca de 136 litros.
Sobem: Cascão e vegetarianos. Descem: Banheira do Gugu, churrascarias e Carlinhos Brown.

Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.