O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/07/09

VOCÊ TEM MEDO DE QUÊ?

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 08:59

Medo de altura, de escuro, de avião, de lugar fechado são fobias tradicionais. Comprovadas, não são motivo de chacota, mas de discussões sérias e “psicologizações”. Ninguém tira o sarro de uma pessoa que tem pavor de entrar num elevador, por exemplo. Ou de alguém que não gosta de lugares com muita gente.
Os alvos frequentes das piadinhas são os que têm medo de palhaço ou de anão. Esses sofrem.
O fato é que todo mundo tem medo de alguma coisa. Pode ser da morte ou da barata voadora.
“Você tem medo de quê?”. Essa é a tradução para o português do livro do inglês Tim Lihoreau chamado “Fobias Modernas”. Tim é colaborador dos jornais “The Independent” e do “Daily Telegrah”.
A publicação não é exatamente uma novidade – foi lançada em 2006 – mas é muito curiosa porque nos faz perceber como a mente humana pode ser desequilibrada e perigosa.
Fronsofobia, versurfobia, rusmusofobia, nimitempofobia, arcafobia, ilenomofobia, paremusofobia, forlatrifobia, abcelofobia, amipartofobia, bulifobia, ilerogofobia, antefamafobia e outras que dão até medo são algumas das fobias descritas no livro.
O autor reconhece que ele tem os sintomas de várias delas. A primeira a se manifestar foi a “Fronsofobia” (medo de preparar chá). No prefácio ele conta que se lembra vividamente da ocasião: um Natal de 1977 em que ele foi convocado para preparar um chá para três tias, um tio, dois vizinhos, seus pais e alguns agregados.
Abaixo algumas fobias estranhas, porém reais:

“Fucuphobia”: medo de operadoras de caixa maquiadas
“Genviafobia”: medo de pesquisadores de rua
“Holusofobia”: medo de vegetais
“Insistofobia”: medo de estacionar (geralmente prefere o transporte público)
“Invimedicofobia”: medo de ir ao médico (mais comum entre homens)
“Hebdomofobia”: medo dos domingos à noite
“Antefamafobia”: medo de que estejam falando mal de você
“Rusmusofobia”: medo de música sertaneja
“Agmenofobia”: medo de que a fila em que você está ande mais devagar do que a outra

Sofro de uma forte “hebdomofobia”. E vocês?

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.