O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2012/06/20

ARTE INVERNAL

Arquivado em: Mentes brilhantes — trezende @ 09:07

A Polônia não é só o país da Eurocopa. É também a terra da artista Agata Oleksiak, mais conhecida como Olek.
Olek respira crochê. “Hora após hora, minha loucura se torna o crochê. Minha vida e minha arte são inseparáveis”, disse ela numa reportagem ao jornal britânico “Telegraph”.
Praticamente tudo o que vê ela recobre com seu crochê: um trator, um táxi, um barco, várias bicicletas, um carrinho de supermercado, um escavadeira, a fachada de uma casa e até o famoso búfalo de Wall Street.
O bicho foi “crochetado” em dezembro de 2010 e, segundo Olek, “foi um presente de Natal a Nova York e um tributo ao escultor Arturo di Modica, que em outro ato de guerrrilha instalou o búfalo em Wall Street no Natal de 1989 como símbolo da força e do poder do povo americano”.
O búfalo ficou coberto por apenas duas horas até ser “despido” por um funcionário da prefeitura.
Numa entrevista a um blog de arte urbana ela diz: “Eu amo assistir filmes. Eles são a inspiração para a minha vida. Então meço meu tempo em filmes. O búfalo me ‘custou’ seis temporadas de ‘Lost’ e mais alguns filmes avulsos. Só a cabeça dele me tomou todos os filmes do Woody Allen disponíveis no ‘Netflix’”.
Nascida na Polônia, há 12 anos saiu da cidade industrial de Silesia e mudou-se para Nova York.
Além dos objetos-crochê, Olek faz trabalhos com infláveis e realiza performances com suas “esculturas vestíveis” na rua, no metrô ou em galerias.
Outro trabalho marcante de Olek foi um apartamento inteiro recoberto de crochê.
O que Olek faz é chamado de “guerrilla knitting” ou “yarnbombing”, uma forma de arte alternativa ao grafite que traz cor aos espaços urbanos.
Mas ela não se considera uma “yarn bombing”. Em 2011, numa entrevista ao “The New York Times”, ela declarou: “Eu faço arte. Se alguém disser que meu búfalo é ‘yarn bomb’ vou ficar preocupada. Muita gente tem tias ou avós que pintam, mas você vê esse tipo de trabalho em galerias? Nem todo trabalho merece ser mostrado ao público”.
Até no Brasil Olek já esteve. Em 2009 ela foi artista residente do “Instituto Sacatar”, em Itaparica.
A partir de 20 de julho ela vai comemorar uma década de arte de crochê com uma exposição no “Smithsonian American Art Museum”, em Washington.

Vejam outras fotos do trabalho de Agata AQUI

About these ads

1 Comentário »

  1. Não há dúvidas de que o crochê é uma arte. Olek é uma artista de instalações, que usa o crochê para cobrir objetos, dando-lhes vida e um colorido especial. Mesmo apreciando arte, prefiro crochetar coisas úteis, que sirvam para a decoração da minha casa. Arte + utilidade… ;-)
    Beijinhos.

    Comentário por Vaninha — 2012/06/20 @ 09:48


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: