O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2011/08/15

BANHO DE CHEIRO

Filed under: A real do mundo real — trezende @ 10:42

A onda de calor que atinge os Estados Unidos já matou mais de 20 pessoas e, assim como o Carnaval brasileiro, “não tem hora pra acabar”. Alguns Estados alcançaram temperaturas perto dos 50º C.
Nesta segunda-feira, o jornal “USA Today” – acostumado às notícias sensacionalistas envolvendo celebridades – deixou parte da fofoca de lado para dedicar uma reportagem a um dos problemas causados pelo calor excessivo: o suor.
Segundo o dermatologista David Pariser, porta-voz da Academia Americana de Dermatologia, o suor não é algo ruim. “Funciona da mesma forma que um ar condicionado. O objetivo é resfriar o corpo. Há outras funções menos importantes, como balancear os eletrólitos (minerais que mantêm as funções corporais), mas seu objetivo fundamental é regular a sensação térmica”.
Segundo ele, com exceção dos que sofrem de “anidrose” – doença em que a pessoa não sua por causa de uma falha no sistema nervoso –, todo mundo fica molhado. Os homens suam quatro vezes mais do que as mulheres. Assim como pessoas maiores descarregam mais bicas d’água do que as menores.
O dermatologista também desmente alguns mitos. O suor não retira os nutrientes do corpo – isso é decorrente da desidratação – e não tem cheiro. O odor só aparece quando o suor ou os óleos produzidos principalmente nas axilas e virilha se misturam às bactérias da pele.
“Há glândulas especiais nas axilas, virilha e na área genital que são mais suscetíveis a produzirem odor porque são mais povoadas pelas bactérias. O suor é 99% água com uma pequena quantidade de sal e outros eletrólitos”, diz o dermatologista.
Ao contrário das modelos, cujas gotinhas de suor adornam seus músculos em editoriais, para a maioria dos mortais o suor não tem nada de sexy. Para alguns, é um pesadelo social.
Estima-se que 8 milhões de pessoas sofram com a hiperidrose – 3% dos adultos e crianças dos Estados Unidos. O problema causa suor em bicas independentemente da temperatura.
O suor excessivo pode ocorrer no corpo todo ou em áreas localizadas, como mãos, pés, axilas ou rosto. Enquanto as pessoas normais suam um quarto de litro ao dia, quem tem hiperidrose sua quatro ou cinco vezes isso.
“Pode ser muito severo e incapacitante. A pessoa não pode dar as mãos ao outro, não pode trocar um aperto de mãos num encontro comercial, tem de trocar de camisa duas ou três vezes ao dia ou até colocar papel-toalha sob os braços”, explica o dermatologista.
Felizmente o problema tem tratamento. Uma das soluções é a injeção de botox. Aprovado pela “Food and Drug Administration”, o tratamento dura entre sete e nove meses.
A reportagem também dá algumas dicas: 1) As manchas de suor na roupa são causadas pela combinação dos químicos dos antitranspirantes com o sal do suor. Para reduzir a chance de mancha, deixe o desodorante secar antes de se vestir. 2) Aja rápido. Ao perceber a mancha, lave a roupa imediatamente. 3) Para remover marcas amarelas de roupas claras use uma mistura de soda cáustica, água oxigenada e água em partes iguais. Antes da aplicação, faça um teste em áreas escondidas da roupa para ter certeza de que a cor não será afetada. Deixe agir por 30 minutos e lave normalmente. 4) Para remover manchas de roupas escuras, prepare uma mistura de água gelada com vinagre (uma xícara para uma máquina de lavar cheia). Deixe de molho por meia hora e lave normalmente.

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.