O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/10/24

NADA ALÉM DE UM HAPPY FEET

Filed under: Absurdos nossos de cada dia — trezende @ 10:49

A maneira saltitante de ser dos veadinhos contribuiu para que esses animais fossem associados ao mundo gay. Mas ao contrário de seu representante humano – o viado – eles são machos sim senhor. Pelo menos por enquanto não há registros de comportamentos suspeitos entre veados.
O foco está todo voltado para o pinguim. Não é de hoje que o comportamento homossexual de pinguins machos vem sendo notado em zoológicos. Há cerca de dois anos, num zoológico chinês, um casal foi segregado de sua colônia por ter roubado ovos.
Mas o falso testemunho em torno dos pinguins está com os dias contados. Na semana passada o jornal inglês “Telegraph” publicou uma matéria que os redime das fofocas.
Um estudo realizado pelo Centro para Ecologia Evolutiva e Funcional, de Montpellier, na França, concluiu que os pinguins se aproximam de colegas do mesmo sexo porque são solitários.
Quando não há fêmeas em quantidade suficiente numa colônia e os machos têm alto índice de testosterona, eles ficam juntos na temporada de acasalamento.
Apesar de flertarem e permanecerem juntos por curtos períodos, eles não agem da mesma forma que um casal heterossexual porque percebem a maneira como o outro cuida do ovo.
No passado acreditava-se que os pinguins não conseguiam discernir machos de fêmeas porque eles eram muito parecidos. Ou seja: até então os pinguins tinham um quê de Ronaldo – incapazes de dizerem quem é Andrea e quem é André.
Portanto, está esclarecida a injustiça: os pinguins são apenas seres solitários. Como os mineiros chilenos.
Mas a dúvida que sempre pairou sobre esses bichinhos já gerou polêmica que vai além da brincadeira. Um livro infantil foi banido de várias bibliotecas, escolas e livrarias americanas. Trata-se de “And Tango Makes Three” (“Com Tango Somos Três”), que narra a história (real) de dois pinguins machos que criam no zoológico de Nova York o filhote de um ovo fertilizado.
Desde seu lançamento, em 2005, a obra é um dos livros infantis mais polêmicos da literatura ocidental do século 21.
Deveríamos sim notar hábitos de outros animais. Há pouco mais de um mês uma reportagem na “Folha de S. Paulo” abordou o tema da sexualidade animal. A matéria falava do homossexualismo entre os golfinhos nariz-de-garrafa (esse mesmo, o Flipper), os cisnes-negros e até os bisões – aparentemente acima de qualquer suspeita.

About these ads

3 Comentários »

  1. Ok, bisão gay é surpresa, mas o Flipper nunca me enganou… E sobre os koalas, há algum estudo? :-)

    Comentário por Ricardo Rezende — 2010/10/24 @ 11:14

  2. Bem, os antigos gregos e macedônios (incluindo Alexandre, o Grande) eram homo ou bissexuais…

    Comentário por Vaninha — 2010/10/25 @ 09:26

  3. Oi, santa!
    “Siguinte”: a curiosidade humana não tem limites, né? Acho que a gente devia deixar os “homos” em paz…
    Bjão,
    Adh

    Comentário por Adh2bs — 2010/10/25 @ 19:57


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: