O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/09/21

BANHO DE GATO

Filed under: Absurdos nossos de cada dia — trezende @ 08:45

Falta de tempo não é mais desculpa para deixar de lavar roupa – ou no caso, a calça jeans. O álibi perfeito acaba de ser dado por especialista.
Numa reportagem para o “The Wall Street Journal”, Carl Chiara – diretor conceitual da marca e de projetos especiais da “Levi Strauss & Co.” – revela que o melhor para o jeans é ser lavado o mínimo possível. “O brim se molda ao corpo das pessoas. Quando você o lava, você perde parte dessa forma”.
O diretor pode até exercer um cargo com um nome pomposo, mas tem um espírito bem hippie: a matéria diz que ele lava sua calça duas vezes ao ano.
Carl prefere não usar a máquina de lavar. Segundo ele, além do desbotamento, a lavagem agita o tecido e causa um inchaço nas fibras do cottom. “É isso o que torna o fio tenso e curto, encolhendo o jeans e estragando seu aspecto”, explica ele.
É ainda em nome da qualidade do tecido que Carl evita o aquecimento – tanto através do enxague em água quente quanto na secadora.
Lavagem a seco também não é o caso. Carl não gosta de que a calça volte dura – e provavelmente com um vinco no meio. A justificativa: “O jeans deve ser usado no dia-a-dia e se parecer com a pessoa”. O dele, por exemplo, é desgastado no bolso da frente, onde ele costuma colocar chaves.
Mas, frisa a reportagem, “isso não quer dizer que o sr. Chiara nunca lave sua calça. Ele limpa pequenos pingos com a ajuda de uma esponja molhada debaixo da torneira da pia. No fim de cada dia ele pendura a calça no banheiro. Quando toma banho, o vapor renova o jeans”.
Após seis meses de uso Carl realiza uma limpeza geral. Ele enche uma bacia de uns 15 centímetros com água em temperatura ambiente, acrescenta duas colheres de sopa de sabão líquido, mergulha a calça sem dobrá-la e a deixa de molho por 20 minutos.
Carl tem sempre o cuidado de não esfregar o tecido. Enquanto a calça seca – pendurada pelas alças por onde passa o cinto – ele esfrega um sachê perfumado.
No caso de jeans escuros, ele acrescenta um pouquinho de vinagre à água. “O vinagre fortalece o índigo e previne o desbotamento”.
Quando o tempo está bom, Carl veste o jeans levemente seco e se senta sob o sol. “Essa fase final de secagem no corpo ajuda o jeans a tomar a minha forma”, explica.
Dizer que a calça de Carl anda sozinha não seria força de expressão.
Tão chocante quanto o pensamento e os métodos do diretor da “Levi Strauss” é uma reportagem realizada em Washington pelo mesmo “The Wall Street Journal”.
Questionados sobre em que ocasiões eles usam jeans, alguns entrevistados ainda acreditam que esse não é um tipo de roupa com o qual se deva ir à igreja ou ao teatro. Um conta que só veste jeans para dirigir seu trator na fazenda. Já outro crê que “para ir à casa de Deus é preciso usar algo mais formal”.

Assistam à matéria AQUI

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.