O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/06/11

DE FERRO SIM, MAS COM CORAÇÃO

Arquivado em: Cri-crítica — trezende @ 10:36

É um pássaro? É um avião? Não, as duas coisas juntas: é “Homem de Ferro 2”, uma ótima pedida tanto para quem não é fã de quadrinhos quanto para quem não assistiu à primeira adaptação cinematográfica do personagem da Marvel.
Apesar de o impacto não ser o mesmo, por motivos óbvios, a sequência consegue manter o bom nível do filme anterior, com efeitos especiais cada vez mais surpreendentes e cenas de ação que não levam o espectador a considerar a hipótese de dar uma volta e só retornar depois que tudo estiver silenciado.
Desta vez são as mazelas físicas e sentimentais de Tony Stark que dominam a história.
Grosso modo, seu coração energizado está inflamado, espalhando toxinas por seu corpo, e ele precisa encontrar uma maneira de resolver a infecção. Além disso, crê que seu pai foi um homem frio e calculista e vive num chove-não-molha com a namorada (Gwyneth Paltrow).
O diferencial de “Homem de Ferro 2” são as boas tiradas de humor. A sequência mais divertida é a que mostra a bebedeira de Tony Stark durante sua festa de aniversário.
Pateticamente vestido com a armadura, ele bebe todas, fica chapado e cambaleante contando piadas. A festa só termina no dia seguinte com ele comendo um donut no alto da placa da lanchonete e ainda tendo sua atenção chamada pelo amigo e super-herói Nick Fury (Samuel L. Jackson): “Saia dessa rosca, Stark!”.
A ótima trilha sonora – uma coletânea de 15 músicas do AC/DC – funciona como moldura para um elenco bem mais estrelado do que o da primeira versão. Além de Gwyneth Paltrow e Samuel L. Jackson, conta com Don Cheadle, Scarlett Johansson, Sam Rockwell, Jon Favreau – que atua e cuida da direção – e uma participação-relâmpago de Stan Lee.
Robert Downey Jr. continua lindo e carismático e Mickey Rourke prova que renasceu das cinzas.
Ainda sem conseguir se livrar de personagens que no fundo são ele mesmo, desta vez Rourke interpreta o vilão russo Ivan Vanko, um brucutu musculoso e tatuado que nos dá a sensação de ter acabado de comer uma chuleta. Rourke passa o filme INTEIRO com um palito de dente na boca.
O ator – apaixonado por cachorros – pediu aos produtores que seu vilão pudesse ter algum animal de estimação. Em vez de um chihuahua, conseguiu contracenar com uma cacatua.

Momento “É Nóis na Fita”: A escultura em bronze que aparece na casa de Tony Stark é “O Homem Caminhando”, do artista Alberto Giacometti. Ela pertence à socialite brasileira Lily Safra e foi arrematada na Sotheby´s de Londres por mais de 100 milhões de dólares.

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.