O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/05/15

SEXO, MENTIRAS E VIDEOTAPE

Arquivado em: A real do mundo real — trezende @ 11:10

A cada notícia absurda vinda do Japão elaboramos duas certezas: 1) Os japoneses são mais criativos do que os outros. 2) Há mercado para tudo nesse mundo.
Enquanto a moda das agências de encontros e de matrimônios ganha força, um novo negócio é lançado do outro lado do mundo.
São os “Wakaresase-ya” (“Separadores”), cuja função é a de exterminar relacionamentos. O caso é sério e veio à tona no início do ano por causa de um assassinato. A revelação é da “Times”.
Os “Wakaresase-ya” são contratados não apenas por casais interessados em provar a infidelidade conjugal para ficar com o patrimônio e os filhos, mas também por patrões que precisam de bons motivos para demitir seus funcionários.
“Tudo gira em torno de querer algo para si mesmo”, diz o sr. Tomiya, proprietário de uma destas agências matrimoniais às avessas. “Algumas pessoas querem um relógio ou uma casa, da mesma forma que uma mulher quer seu namorado ou marido para ela. Você pergunta aos clientes o que eles desejam e eles dizem: ‘Quero ser feliz’. Nosso trabalho é vender felicidade aos nossos clientes. Sonhos e felicidade”.
Essa felicidade vem em forma de armadilha, uma espécie de “Boa noite, Cinderela”. A vítima é seduzida por um gostosão ou gostosona e acaba fotografada em situações constrangedoras.
Estima-se que existam atualmente no Japão cerca de 270 “Wakaresase-ya”.
O sr. Tomiya é um dos poucos que fala com a imprensa. Depois de abandonar um emprego de cortador de peixe em 1992, ele trabalhou alguns anos como detetive profissional e logo identificou esse novo mercado.
Sua empresa, a “Global National Corporation”, tem 50 funcionários que trabalham meio-período. Eles têm entre 18 e 60 anos e incluem estudantes, donas-de-casa, vários atores-pornô e aposentados. Dependendo das habilidades e do desempenho, eles podem ganhar entre 3 mil e 10 mil dólares. “Nós buscamos pessoas motivadas, versáteis, educadas e com imaginação”, explica ele.
A clientela também é variada. Três entre cinco são mulheres e quatro entre cinco são pessoas normais que ficam espantadas com os valores cobrados pelos “Wakaresase-ya”. O serviço mais simples pode chegar a 5 mil dólares.
“Ao pedido do cliente, nós produzimos uma encenação. Escrevemos um roteiro e colocamos o plano em ação. Um integrante do meu staff pode demorar um ano para se apaixonar, mas eu posso fazer isso em um dia. Nessa indústria, eu sou Deus”, diz o sr. Tomiya.
“Consultor da vida. Este é o meu trabalho. Quando as pessoas não têm com quem desabafar elas cometem suicídio ou matam alguém. Basta pagar uma quantia que os problemas delas podem ser resolvidos. É bom para todo mundo. Por isso eu sou tão orgulhoso do meu trabalho”, completa.

Leiam a matéria completa AQUI

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.