O Mundo Gira, A Lusitana Roda…

2010/05/11

BOI-DA-CARA-PRETA VERSÃO JAPÃO

Filed under: Mentes brilhantes — trezende @ 09:55

Nesta época do ano muitos turistas se dirigem ao Japão para o “Hanami” – o costume de apreciar a beleza das flores das cerejeiras.
Quem não é afeito a contemplações pode se programar para participar de um festival mais emocionante. Literalmente.
É o “Nakizumo” (“Sumô do Choro”), evento centenário que ocorre anualmente em todo quarto domingo de abril em certas cidades japonesas.
A cerimônia-competição é bem simples. No colo de lutadores de sumô, bebês ficam face-a-face. O primeiro a abrir o berreiro é o vencedor. Se os dois choramingarem juntos, ganha o que o fizer mais alto.
Para incentivar as crianças a se desesperarem, o juiz diz o tempo inteiro “Naki! Naki! Naki!” (“Chora! Chora! Chora!”).  No caso de os bebês darem risada, o juiz saca uma máscara assustadora e resolve a competição rapidamente.
Segundo a tradição, choros altos e poderosos são capazes de expulsar os espíritos malignos e garantem que o bebê cresça forte e sadio – por isso os lutadores de sumô seguram as crianças bem no alto para ficarem mais próximas do céu.
Mesmo com a recente divulgação de estudos que comprovam que deixar um bebê chorando por muito tempo pode provocar algum tipo de dano cerebral a ele, os pais japoneses parecem estar longe de abandonarem a causa.
No dia do festival – que começa cedo, com uma cerimônia cheia de discursos, cânticos, oferendas e uma apresentação de cada concorrente – os pais investem no visual dos filhos. Os bebês usam trajes coloridos e penteados curiosos.
Cabo-de-guerra e pelota basca já foram modalidades olímpicas. Portanto, não se espantem se o “Nakizumo” entrar para a lista em 2016. Graças às procuradoras aposentadas com guardas provisórias de crianças de 2 anos, somos fortes candidatos ao ouro.

Vejam fotos AQUI

About these ads

4 Comentários »

  1. Põe ouro nisso. E continua foragida a criatura das trevas.

    Sugiro (palavra japonesa para “deixo uma dica”) seja adicionada ao evento a presença de nossos candidatos à presidência. Nem vai precisar gritar “Naki!”.

    Mas é cada uma, não? Ainda enfeitam os bebezinhos…

    Beijocas.

    Comentário por Selma Barcellos — 2010/05/11 @ 10:49

  2. Passear para ver as flores da cerejeira tudo bem,mas levar o bebê para participar de um festival de choro isso é covardia.

    Comentário por Juventino — 2010/05/11 @ 19:27

  3. Esse juiz parece ser um mala!

    Comentário por Ricardo Rezende — 2010/05/11 @ 22:11

  4. Eu acho legal. Tá, sou um pouco suspeito para falar porque sou “nipófilo”, mas nem tanto porque não tenho o menor problema em repudiar as coisas de lá que eu realmente acho ruins.

    Mas em tempos de crianças superprotegidas, que viram adolescentes sem consciência de responsabilidades pelos seus atos, acho legal que exista o costume de fazer uma criança passar por coisas “ruins”.

    Chorar é natural para um bebê, aliás é a primeira coisa que ele tem de fazer assim que sai do ventre da mãe, não? Eu apoio, para mim faz bastante sentido que isso tenha um benefício, no sentido espiritual mesmo. Apesar de não seguir nenhuma denominação religiosa, não tenho receio de admitir espiritualidade nem diante do mais chatolino cético.

    E eu tenho um lema também: a Ciência deve ser sempre ouvida, mas nem sempre seguida. ;-)

    Comentário por Felipe Nascimento — 2010/05/12 @ 11:48


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: